“Esse ano venho numa posição que nunca sonhei vir”, diz Carla Prata, que desfila pela Imperatriz daqui a dois dias

Publicado há 3 anos
Por Cris Veronez
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após ter sido rainha de bateria da Grande Rio e União da Ilha, ambas escolas cariocas, e da paulista Gaviões da Fiel, Carla Prata, 36, agora é rainha da Imperatriz Leopoldinense, que atravessa a Sapucaí no dia 12 de fevereiro sob o enredo “Uma Noite Real no Museu Nacional”.

Leia mais: As 10 maiores polêmicas entre fãs e artistas

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista ao Observatório dos Famosos, a modelo e jornalista – que já trabalhou no Domingão do Faustão e integrou o time do Dancing Brasil 2 (Record), comandado por Xuxa – fala sobre ansiedade, preparação física para o desfile e desafios que o Carnaval lhe impõe.

Confira:

Faltando apenas 2 dias para o desfile, como está o coração? Ansioso?

Muito, pois afinal esse desfile vai ser um dos mais especiais na minha vida.

Você faz alguma preparação física e/ou psicológica especial nos últimos dias que precedem o desfile?

Sim. Na verdade, procuro me exercitar durante todo o ano. Mas nos dias que precedem o desfile, nesse ano, o meu treino foi voltado mais para secar um pouco, ficar feminina, porém com massa muscular.

Como está sua alimentação agora, às vésperas do Carnaval? Está difícil manter a dieta?

Quando você tem um foco, nada é difícil. Não sou de comer frituras, nem açúcar e isso já ajuda muito. O meu médico, o Dr. Pedro Albuquerque, sempre passa uma dieta e suplementação adequados aos meus objetivos e então fica fácil. É só seguir direitinho. Mas não vejo a hora de comer uma bela pizza de marguerita [risos].

Qual é o espaço que o Carnaval ocupa no seu coração e o que a Imperatriz, especificamente, significa para você?

O Carnaval sempre foi uma data muito importante para mim. Desde pequena, minha avó Marcilia e minha mãe sempre me levavam a bailinhos de Carnaval e eu amava. O Carnaval enriquece a cultura popular, conta várias histórias, traz alegria, amor e emoção às pessoas. A Imperatriz é uma escola que minha família sempre frequentou, por ser bem próxima à casa de todos os meus familiares. Esse ano minha prima Vivi sairá também pela escola. Sou amiga do carnavalesco Cahê há muitos anos e já trabalhei com ele algumas vezes. Conheci a Nath Drumond e a Simone Drumond há muito tempo e sempre tive um carinho enorme por elas. Já estive na quadra algumas vezes nos anos anteriores e esse ano, por um convite de Luizinho Pacheco Drumond, sairei na Imperatriz. Foi um convite irrecusável e estou contando os minutos para entrar na avenida e ajudar a contar essa linda história para todos.

Qual é seu maior desafio como destaque da escola?

Esse ano venho numa posição que nunca sonhei vir. É uma posição de muita responsabilidade. Já até sonhei com o desfile de tão ansiosa que estou. O que mais quero sempre que desfilo é levar amor e alegria às pessoas.

Como você consegue conciliar os compromissos do carnaval com a vida pessoal e profissional?

Essa pergunta é muito boa porque não vou negar que sempre tem algo que fica para trás. Por exemplo: algumas atividades do lar, como passar roupa, ficam um pouco de lado. Vou organizar depois que passar a maratona do Carnaval. Mas minha filha, Carnaval e trabalho são as minhas prioridades. Sempre dou um jeito de conciliar tudo.

Como vai ser a sua fantasia?

É segredo! Só posso dizer que a fantasia está um luxo!

Por: Cris Veronez

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio