Fotógrafo é agredido nos bastidores do Festival Cena 2k22

Yan Carpenter relata momentos de terror ao sofrer agressões de dois homens que se identificaram como 'produtores'

Publicado em 25/06/2022 23:58
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na semana passada, nos dias 17, 18 e 19, foi realizado o Festival Cena, com grande atrações nacionais e internacionais do Rap, como Recayd Mob, Djonga, Racionais Mc’s, Playboy Carti e Trippie Redd. O evento aconteceu no Anhembi, em São Paulo.

O Festival foi marcado por vários momentos, como a performance de Djonga na música Olho de Tigre – um recado direto aos racistas, além da apresentação impecável dos Racionais. Porém, alguns acontecimentos tornaram a experiência de alguns no Cena inesquecível, negativamente falando. Esse é o caso de Yan Carpenter, fotógrafo agredido nos bastidores do festival.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Yan estava no Distrito Anhembi para trabalhar, fotografando os shows. Porém, teve seu serviço interrompido, ao ser agredido por duas pessoas que supostamente trabalhavam no local. Em um breve relato publicado nas redes sociais logo após o evento, o fotógrafo conta um pouco do que sofreu.

“Hoje foi o pior dia da minha vida. Nunca achei que seria agredido e arrastado por dois produtores de um festival grande e pisoteado pelos mesmos. Ainda não vou falar sobre isso porque tô tomando minhas providências. Pisaram na minha cabeça, peito, me enforcaram e ameaçaram”, começou Yan.

Segundo Yan, os dois homens que o agrediram se identificaram como ‘produtores’, e o acusaram de ter cuspido na cara de um funcionário, durante uma discussão. O fotógrafo relatou que sofreu sérias agressões físicas. “Após me levarem a uma área externa, me enforcaram, bateram, chutaram meu equipamento e pisotearam meu corpo. Dois brancos”, disse.

Yan ainda contou que, na hora das agressões, alguns artistas viram o que estava havendo, mas não interviram para impedir o pior. Somente quando estava quase inconsciente, as agressões pararam. “Só interviram porque eu estava quase apagando. Alguns artistas depois vieram falar comigo mas o impressionante foi na hora não ter tido um pra separar. Fui agredido por dois caras brancos e sufocado no chão com o joelho por um deles”, pontuou o fotógrafo, que é carioca.

Além das lamentações por ter tido seu trabalho prejudicado, ficou o desapontamento pela falta de apoio na hora, por parte de pessoas que se preocuparam apenas em saber da história, sem intervir para evitar as agressões.

Procurado pela coluna, Yan se disse abalado e optou por não dar entrevista, mas confirmou que em suas redes sociais que está tomando as providências necessárias. Ele ainda publicou um vídeo curto feito enquanto estava sendo retirado do local pelos homens. Mas, ao perceber que o fotógrafo estava tentando registrar o acontecido, um dos ‘produtores’ tirou o celular da mão do carioca à força.

O trabalho de Yan como fotógrafo ganhou notoriedade merecida em 2020, quando uma foto tirada no transporte público do Rio de Janeiro, vivendo o auge da aflição pandêmica, correu o mundo. A imagem, batizada de O Avião do Trabalhador, foi a porta de entrada do artista para projetos e uma exposição da sua obra, feita em São Paulo.

Avião do Trabalhador (Yan Carpenter, 2020)

O caso de agressão aconteceu durante o show dos Racionais Mc’s, que eram uma das grandes atrações do evento. Coincidentemente, não é o único relato de truculência durante a mesma apresentação.

A confusão entre artistas e equipe de produção e segurança do Cena 2k22

Uma sequência de vídeos que circula na internet mostra uma confusão entre seguranças do evento e uma série de artistas que se apresentaram no Cena 2k22. Nas imagens, um grupo de rappers que se apresentaram no evento tentavam passar para a parte destinada aos artistas. De acordo com relatos de internautas, o grupo estava tentando se dirigir até a área durante o show dos Racionais.

No vídeo, é possível ver o trapper Borges se desentendendo com os seguranças, enquanto tenta passar para o outro lado da grade. Na confusão, é possível notar a presença de outros artistas, como Kyan, as irmãs Tasha e Tracie e Febem.

Em outro registro, um dos membros da produção é atingido por uma garrafa de água. Segundo Yan, ele é um dos dois ‘produtores’ que o agrediram. Nas redes sociais, grande parte dos artistas não se pronunciaram.

Um dos únicos que falou a respeito da truculência dos seguranças foi Lucas Zetre, que se apresentou no Cena com Kyan. Em uma série de tweets, ele externou sua insatisfação em relação ao tratamento dado a alguns artistas por alguns seguranças que estavam trabalhando no evento.

Até o momento da publicação desta reportagem, o Festival Cena não se manifestou a respeito do assunto. A Coluna entrou em contato pedindo esclarecimentos sobre o episódio envolvendo Yan e a confusão entre artistas e seguranças. Ainda não obtivemos resposta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio