Família anuncia projeto comemorativo aos 50 anos do rapper Sabotage

Projeto que celebra meio século do rapper neste dia 03 de abril contará com parceria da gravadora Som Livre, que lança o primeiro single inédito no próximo dia 18

Publicado em 04/04/2023 21:17
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sabotage, um dos maiores ícones do rap nacional, estaria completando 50 anos de vida nesta segunda-feira, 3 de abril. Em celebração à sua trajetória e ao significado de sua obra não só para a música urbana, como também para a cultura brasileira, a família do artista anuncia o lançamento de projeto que inclui livro biográfico ilustrado, exposição imersiva, série de curta metragens, filme, linhas de roupas, acessórios e itens de papelaria, que visa exaltar sua memória e chega como um presente para os fãs. Na parte musical, o projeto intitulado #Sabotage50anos, contará com uma parceria com a Som Livre que prepara o lançamento de um álbum de releituras exclusivas, com músicas selecionadas do artista, que ganham feats inéditos com nomes da nova geração. Na seara musical, expressão artística de Sabotage mais conhecida do grande público, o primeiro single que será lançado em 18 de abril é o clássico “Respeito É Pra Quem Tem”, que ganha os vocais da cantora N.I.N.A

Este álbum traz como ideia central reviver a obra do Maestro do Canão, em faixas que trarão a voz original do artista junto com vozes de diversas gerações do rap, em beats e arranjos renovados, tudo criado com muito respeito e originalidade. Os fãs podem esperar tracks com nomes como Filipe Ret, Orochi, Criolo, Vandal e Djonga, provando que sua obra resiste, atravessa o tempo e seguirá influenciando toda a cena do rap nacional. Para este projeto a Som Livre conta com a curadoria e direção musical de Tejo Damasceno e Zegon, além da produção de Daniel Ganjaman, três grandes nomes que trabalharam ao lado de Sabotage em vida e foram responsáveis por diversas faixas icônicas que integram a sua obra.

Tamires Rocha e Wanderson dos Santos são filhos de Sabotage e responsáveis pelo legado do artista – crédito Divulgação

Filha do artista e idealizadora do projeto, Tamires Rocha, de 29 anos, conta sobre a iniciativa que resgata o trabalho íntimo de Sabotage diretamente do baú da família para os fãs: “O legado Sabotage resgatou histórias, imagens e as músicas do meu pai quando ficamos maiores de idade. Quase nove anos depois, parece um furacão, como ele mesmo era. E pra celebrar o cinquentenário, criamos várias ações que vão acontecer até 2025. #Sabotage50Anos traz um álbum inédito. Sequencialmente teremos um novo livro, que será uma biografia ilustrada, uma exposição imersiva estilo museu, um filme, além de muita moda e produtos canábicos. O fã do Sabotage, que atravessa gerações, é a maior razão do legado. São eles quem mantém Sabotage ecoando nas periferias do Brasil.”

Wanderson dos Santos, filho do rapper e também conhecido como Sabotinha, concorda com a irmã sobre a importância de manter viva a memória de Sabotage: “Quando meu coroa faleceu, éramos pequenos e a noção do tamanho dele como artista foi o que fez o legado acontecer. Aos poucos, crescendo sem pai, eu via que ele era referência para tantos outros filhos como eu. O resgate da história não era só da obra. Nós tínhamos vontade de que todo mundo conhecesse o cara engraçado, conturbado e pioneiro que ele era, deixando o fã participar de tudo. Em quase 9 anos de legado, além de uma equipe de compromisso, conseguimos agregar parceiros que sonham junto. Celebrar os 50 anos precisava ser um encontro de gerações, com artistas que fariam a cabeça dele, se ainda estivesse aqui. A Som Livre veio como um presente, a equipe cuidou de cada detalhe importante pra família e para o fã por 1 ano. A música da Nina, que chega no dia 18 de abril, é literalmente uma bomba de voz suave. Meu coroa ia amar!”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio