Elizângela perde papel em “Travessia” por se recusar a tomar vacina contra Covid-19

A atriz veterana Elizângela foi dispensada do elenco de “Travessia” por não tomar vacina contra Covid-19. Entenda o caso.

Publicado em 26/06/2022 01:18
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz havia sido convidada para gravar a novela que substituirá “Pantanal”

A atriz veterana Elizângela Vergueiro foi dispensada do elenco de “Travessia”! Segundo as informações divulgadas pelo colunista Gabriel Perline, a causa é um dos motivos que levou a atriz a ser bem falada durante os momentos mais difíceis da pandemia de Covid-19: sua recusa em tomar a vacina.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Elizângela teria sido convidada pessoalmente por Glória Perez, a autora da novela. A parceria das duas é antiga, sendo a última na trama “A Força do Querer”. Entretanto, os protocolos de segurança sanitária da Globo são rígidos e um deles exige que todos estejam vacinados contra a Covid-19.

A atriz é uma defensora conhecida de Jair Bolsonaro e contrária à vacina e sua exigência para adentrar eventos e lugares. Dessa forma, não tomou nenhuma dose. Em janeiro de 2022, Elizângela contraiu o coronavírus, foi internada e entubada.

Para substituir a atriz na trama, Gloria Perez escolheu outra parceria de longa data: Luci Pereira. Ela estava presente em A Força do Querer (2017), Salve Jorge (2012), Caminho das Índias (2009) e Amazônia (2007).

Ainda na lista de atrizes cortadas de “Travessia”, a portuguesa Maria Vieira chegou a ser sondada pelo diretor Mauro Mendonça Filho, mas foi dispensada pela emissora pelo mesmo motivo de Elizângela: não ter tomado a vacina contra a Covid-19. Além disso, ela é filiada a um partido político e tem um cargo público, o que não é permitido para quem trabalha na Globo.

Desde o início da imunização, a emissora alerta seus funcionários sobre a obrigatoriedade de apresentar comprovante de vacinação para trabalhar. Também já informou que quem se recusar a se vacinar será demitido. Assim, tanto Elizângela quanto Maria Vieira estão vetadas enquanto não aderirem a imunização.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio