Mãe de Nego do Borel é acusada de agredir enteada, mãe da criança desabafa: “São tapas e arranhões. Preciso tirar ela de lá”

Com exclusividade, a coluna conversou com Gisele Oliveira, mãe da menor supostamente agredida por Roseli Viana, mãe de Nego do Borel.

Publicado em 5/25/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E a vida de Nego do Borel sempre envolvida em polêmicas. Dessa vez, a mãe do cantor  Roseli Viana Pereira (45), é investigada por agredir sua enteada, de 8 anos de idade, filha do namorado Alex Alves, com “chineladas, arranhões e tapas”, além de jogar xampu nos olhos da criança, na hora do banho, de maneira proposital.

Roseli Viana com Alex Alves (Reprodução/Instagram)

A queixa foi registrada pela mãe da criança, nesta segunda-feira. As agressões teriam ocorrido na manhã desta segunda-feira, por volta das 11h.  A menina já foi ouvida por um agente, seguindo a Lei Federal 13.341/2017, que prevê a oitiva por um agente especializado em depoimentos com menores, no qual são evitadas perguntas sugestivas e o relato é livre. Ela relatou aos policiais que já foi vítima de várias agressões por parte de Roseli. Além disso, realizou exame no IML.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na tarde desta terça feira (25), a coluna conversou com Gisele Oliveira (30), mãe da criança que teria sido  agredida por Roseli, mãe do cantor Nego do Borel.

Gisele Oliveira (Arquivo pessoal)

A manicure foi casada com Alex Alves (29), que atualmente mora com Roseli no bairro da Curicica em Jacarepaguá no Rio de Janeiro. O casal está separado desde 2015. Atualmente, a guarda da menor de 8 anos é compartilhada, são 11 dias com o pai e apenas 4 dias com a mãe, Gisele. Esta colunista ficou surpresa com o fato que a maioria dos dias a menina passa com o pai. Gisele informou que foi uma decisão judicial. Mas, diante dos últimos acontecimentos, a manicure já entrou com um pedido para que a filha deixe de ficar com o pai a maior parte do tempo.

Alex Alves com a filha (Reprodução/Instagram)

“Esta semana de sexta até ontem, minha filha estava comigo. O ato aconteceu há uma semana quando ela estava com pai. E quando chegou na minha casa na sexta me relatou. São tapas, arranhões. No momento ela está com ele e preciso tirar ela de lá”, relatou Gisele. Mas segundo a mãe da menina, essa não é a primeira vez que isso acontece: “Início desse ano aconteceu e eu fui ao conselho tutelar. Lá ela foi assistida, quando foi sexta que ela veio pra minha casa, relatou que estava apanhando de novo”, desabafou.

Roseli usou as redes sociais nesta terça-feira e se defendeu das acusações: “Não se preocupem com os maldosos, caluniadores, falsos e mentirosos. Geralmente eles andam em bandos e reúnem-se à mesa para compartilhar vidas alheias servidas em pratos vazios. Se seu coração e sua alma estiverem livres e em paz, certamente eles estão muito distantes de poder interferir em sua sagrada ceia. Eu estou em paz, sei da minha índole. Nunca encostei um dedo no meu filho, Leno Maycon Viana. Imagina no filho dos outros”.

Em seguida, respondeu um internauta sobre o exame de corpo de delito feito na menor ter acusado escoriações: “O laudo da perícia comprovou escoriações, não agressões. Vocês leem notícias e interpretam do jeito que querem. Em nenhum momento estão dizendo no laudo que foi comprovado agressões. Escoriações, ela tem, sim. Raladinho, como qualquer outra criança arteira e saudável tem. Ela joga bola, anda de bicicleta, sobe nas coisas, sempre apronta, impossível não ter nenhum ralado”, disse.

Roseli Viana irá prestar depoimento nesta quarta-feira (26). 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio