Pocah foi convidada em uma live pela revista Quem, e dentre os assuntos, a cantora relembrou um relacionamento abusivo que sofreu. A cantora, desabafou durante o ao vivo.

“Acho que são feridas que nunca vão cicatrizar. Quando penso no que passei, penso que tem outras pessoas passando igual. Eu fui uma pessoa que conseguiu sobreviver”, afirma a funkeira. “Consegui tocar a minha vida, consegui refazer a minha vida. Tudo o que perdi, o que me foi tirado à força, consegui reconquistar”, explica.

Apesar do sofrimento, a artista conta como conseguiu se reerguer. “Muitas vezes me senti sozinha, que estava perdida, que tinha acabado para mim. Recomecei do zero, sabe? Com apoio da minha família e do meu público consegui retomar a minha vida, mas não foi fácil. Você precisa acreditar muito em você, correr muito atrás. Se eu disser para você que isso não me dói mais, é mentira. Especialmente porque eu penso que muitas pessoas não tem a mesma sorte”.


VEJA MAIS: Luisa Sonza e Vitão voltam a dividir palco em show drive-in

Pocah leva a mensagem de empoderamento às mulheres em suas músicas. “Quando eu digo que as mulheres não devem tolerar machismo, que não devem abaixar a cabeça para ninguém, que precisa ter força para deixar um relacionamento tóxico, é porque eu pude! Hoje eu tenho uma pessoa maravilhosa do meu lado, que caiu do céu. Eu não tenho palavras para o meu marido, ele é uma pessoa incrível. Se eu tivesse desistido do amor, eu teria perdido a oportunidade de conhecer uma pessoa incrível”, afirma ela, que namora com Ronan Souza.