Mia Scozzafave vem ao Brasil

A Dj está em território nacional e agora com uma nova inspiração, produzir músicas originais.

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Residente na cidade de Los Angeles há quase 10 anos, a paulista chegou a “Cidade do Anjos” para um intercâmbio de apenas 3 meses para estudar inglês, e nunca mais voltou.

“Tive sorte de encontrar um agente que confiava em meu trabalho e me proporcionou ficar aqui, mas depois disso, tive muito perrengue até conseguir me estabelecer no mercado…” sorri, a Dj.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mia está se referindo a seu trabalho de atriz e a um visto oferecido por um agente de atores, figura muito comum no meio da atuação em Hollywood. Como a atriz já trabalhou em filmes com nomes reconhecidos mundialmente como Tara Reid, Michael Madsen, Richard Grieco, entre outros.

Mia‌ ‌Scozzafave‌ (Foto: Divulgação)

Com a pandemia e isolamento social imposto no mundo inteiro, Mia se dedicou mais a música no último ano, o que ela acredita que culminou nessa vontade frenética de “fazer música”.

“Eu sempre tive uma relação especial com música como muitas pessoas, mas em determinado momento, decidi realmente olhar para essa relação e gostei do que senti. Me apaixonei. Eu sempre fui aquela amiga que trazia uma música nova, fazia playlist e que mais sentia as músicas quando ninguém dava muita bola.”

Com esse novo olhar, Mia quer se desafiar artisticamente de uma nova forma. Tendo inspiração de vários sons que curte, ela veio ao Brasil terminar o seu primeiro single e pretende lançar no verão norte-americano, ainda esse ano. A inspiração vem do Funk, do House e dos clássicos, Alok, Ludmila, Dj Dennis, Gorgon City, Le Youth, Aretha Franklin, são todos artistas assíduos em suas playlists, com gêneros e músicas totalmente diferentes.

“Uma das coisas mais gratificantes que existem na música para mim, é conseguir mudar as emoções das pessoas. Nada melhor saber do que a sua música, pode de fato, fazer alguém se sentir mais feliz, animado ou até mesmo eufórico.  Aquele momento que explodem de emoção ou até mesmo aquele em que alguém que estava triste apenas sorri. A música transforma”, afirma a artista.

O que será que vai dar isso, hein? Para saber mais e só ir às mídias sociais e ficar de olho para ficar por dentro da rotina de uma brasileira artista em Los Angeles. Afinal, “Dreams Come true”.

CONTEÚDO PRODUZIDO E ENVIADO POR: Joyce Silva

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio