Por André Romano

Jonas Bloch, de 78 anos, que está no ar em Novo Mundo, no papel de Wolfgang, confessou que assim como seu personagem, já sofreu preconceito por se relacionar com uma mulher mais jovem. “Esse casal tem uma importância social muito grande, porque fica evidente o afeto entre eles, o que derruba dois preconceitos: o de que não pode existir a relação amorosa entre uma pessoa com uma cor de pele diferente, e também a diferença de idade, preconceitos que podem ser derrubados. Em geral existe uma coisa contra o homem nesse aspecto, que é chamado de tarado quando se apaixona por uma menina mais jovem. Eu tenho vivência pessoal nisso, minha mulher tem 25 a menos que eu”, revelou o ator que é casado com a atriz Sylvia Vianna, 53.

Bloch conta como foi o episódio de preconceito que vivenciou. “Eu estava com ela em Portugal e fomos ao correio. Como estávamos com pressa, fui até a fila pedir pela minha prioridade e o atendente me deu um sorriso irônico. Voltei para a fila normal achando que não existia prioridade para idosos lá, e quando cheguei até a atendente, dessa vez uma mulher, eu percebi que existia sim prioridade, e questionei o rapaz anterior de não ter me atendido, e a moça perguntou apontando para minha mulher: ‘O senhor namoras ela?’; Respondi que sim e ela disse: ‘se tu aguentas ela, tu podes aguentar a fila. Quando voltares aqui de bengalinha e sem ela, eu te atendo primeiro’. Então tem esse tipo de coisa”, relatou.