Relembre as 12 mortes de celebridades que chocaram o Brasil

Os ídolos morreram no auge da carreira e deixaram muitas saudades

Publicado em 25/12/2021 21:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Infelizmente, cada geração acabou perdendo um grande ídolo e muitos deles, no auge da carreira. As mortes repentinas e jovem dessas celebridades, chocaram o Brasil, que parou para chorar a perda. Relembre 12 famosos que deixaram o país de luto ao falecerem e que serão lembrados eternamente.

Mamonas Assassinas

No auge da carreira, o grupo Mamonas Assassinas fretou um avião para o show que fariam no Estádio Mané Garrincha, em Brasília e ao retornarem para casa, o avião não chegou ao seu destino final e se acidentou no dia 2 de março de 1996, na Serra da Cantareira (SP), matando todos os tripulantes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alecsander Alves, o Dinho, de 24 anos; Samuel Reis de Oliveira, de 22; Alberto Hinoto, o Bento, de 25 anos; Júlio César Barbosa, 28; e Sérgio Reis de Oliveira, 26 anos, além do piloto e o copiloto, morreram na hora.

(Foto: Reprodução)

Ayrton Senna

No dia 1° de maio de 1994, o piloto estava disputando o Grande Prêmio de San Marino e liderava o trajeto, atrás, estava Michael Schumacher. Mas, na sétima volta em uma curva, o carro perdeu a direção e chocou-se com um muro. Um dos maiores ídolos brasileiros da época, foi resgatado de helicóptero, mas não teve jeito, batida foi fatal. Ayrton Senna morreu aos 34 anos.

Foto: Instituto Ayrton Senna/Reprodução

Marília Mendonça

Uma das maiores vozes femininas brasileiras, morreu no dia 05 de novembro de 2021 em um acidente de avião. Após mais de dois anos longe dos palcos, primeiro com a licença maternidade e depois com a pandemia, a cantora voltou com as apresentações. Neste dia, ela saiu de Goiânia e ia para Minas Gerais, onde faria o show. Mas faltando apenas 2 km para o destino final, o avião se chocou com fios elétricos e vitimou toda a tripulação. Marília tinha 26 anos.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Claudinho, da dupla com Buchecha

Cláudio Rodrigues de Mattos, estava crescendo em sua carreira e se tornando um dos maiores nomes do funk da época, ao lado do seu amigo de infância Buchecha. Mas no dia 13 de julho de 2002, enquanto voltavam de um show do interior paulista e Claudinho decidiu ir no seu carro sozinho enquanto seu parceiro foi de van com a equipe. Na Serra das Araras, no Rio de Janeiro, ele derrapou e bateu em uma árvore e acabou morrendo por ficar preso nas ferragens. Ele morreu aos 26 anos.

(Foto: Reprodução/Instagram)

João Paulo, da dupla com Daniel

Outra dupla que foi devastada por um acidente trágico. João Paulo estava voltando de um show em São Caetano do Sul (SP), quando o carro que estava acabou se envolvendo em um grave acidente no dia 12 de setembro de 1997 e por não conseguir sair do carro, morreu carborizado. O sertanejo tinha 37 anos.

(Foto: Reprodução)

Leandro, da dupla com Leonardo

As duplas devastadas no auge da carreira, infelizmente, não pararam por aí. Leandro, da dupla com Leonardo, morreu no auge de sua carreira. O cantor foi acometido por um câncer raro, chamado de Tumor de Askin. Leandro enfrentou a doença por 63 dias, mas perdeu a luta no dia 23 de junho de 1998 e faleceu aos 36 anos.

(Foto: Reprodução)

Domingos Montagner

Enquanto gravava a novela Velho Chico, no momento de folga Domingos decidiu nadar com Camila Pitanga no Rio São Francisco, em Sergipe. Infelizmente foi arrastado por uma correnteza e mesmo sabendo nadar, não conseguiu subir à superfície e ficou desaparecido por quatro horas. Camila foi resgatada bem. O ator morreu no dia 15 de setembro de 2016, aos 54 anos.

(Foto: TV Globo/Reprodução)

Daniella Perez

Um crime que chocou o Brasil e abalou os bastidores da televisão. Daniella Perez, filha de Gloria Perez, estava atuando na novela De Corpo e Alma, quando foi brutalmente assassinada por seu colega de elenco e com quem fazia par romântico, Guilherme de Pádua e a namorada do ator na época, Paula Thomaz. A atriz morreu no dia 28 de dezembro de 1992, aos 22 anos, após ataques de tesoura.

(Foto: Reprodução)

Cristiano Araújo

Outro acidente trágico tirou a vida de um cantor no auge da carreira. Cristiano estava voltando de um show que fez em Itumbiara, no interior de Goiás, quando seu carro se envolveu em um acidente na madrugada do dia 24 de junho de 2015. O cantor morreu aos 29 anos e sua namorada, Allana Moraes, aos 19 anos. Outros dois ocupantes do carro sobreviveram.

(Foto: Instagram/Reprodução)

Paulo Gustavo

O Brasil acompanhou de perto a batalha do humorista para sobreviver. Paulo foi acometido por COVID-19 e precisou ser internado no Hospital Copa Star, quando o quadro se agravou. O ator ficou internado por mais de 50 dias, até que não resistiu e faleceu no dia 4 de maio de 2021, aos 42 anos, deixando o país de luto.

(Foto: Instagram/Reprodução)

Gugu Liberato

O apresentador da RecordTV, sofreu um acidente doméstico que lhe custou a sua vida. Enquanto mexia no sótão da sua casa, localizada em Orlando, nos Estados Unidos, Gugu caiu de uma altura de quatro metros e foi socorrido pelos médicos do país. Mas no hospital declaram morte cerebral no dia 21 de novembro de 2019. Entretanto, a família só notificou um dia após, no dia 22, quando um médico da família foi declarar que realmente o apresentador tinha falecido. Gugu morreu aos 60 anos.

(Foto: RecordTV/Reprodução)

Gabriel Diniz

Infelizmente, acidente aéreo tirou a vida de mais um ídolo brasileiro. Gustavo Diniz tinha acabado de lançar um sucesso e estava no auge da carreira quando pegou um taxi aéreo pra ir da Bahia até Alagoas após um show, fazer uma surpresa para sua namorada. Mas o avião acabou se acidentando e matando todos os tripulantes. O cantor tinha 28 anos.

(Foto: Instagram/Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio