Os Barões da Pisadinha se juntam a MC Danny na dançante “Romantizou”

Faixa já chega com coreografia, pronta para viralizar

Publicado em 18/03/2022 20:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os donos do ritmo que dominou o Brasil, Os Barões da Pisadinha, se juntaram à sensação de 2022, MC Danny, na inédita “Romantizou”. Dançante, a música já chega com coreografia e tem todos os elementos para viralizar. A faixa entrou em todas as plataformas de áudio nesta quinta-feira e o clipe está disponível no canal da dupla no YouTube.

A música, uma união entre a pisadinha e o bregafunk, fala sobre aquela pessoa que romantiza a relação. O refrão, com coreografia e potencial para viralizar, é um dos pontos altos da música: “Tú gosta da safadeza, do meu quartinho escuro, balançando a cama só no vuco vuco, é cada quicada forte de deixar o boy maluco, só no vuco vuco”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que a gente ouviu pela primeira vez a música, a gente sentiu que a MC Danny encaixava perfeitamente”, conta Rodrigo Barão. “Fizemos o convite e ela aceitou na hora participar do projeto. A gravação foi muito divertida, demos muita risada, foi um clipe bem extrovertido, que a gente teve bastante sintonia. A gente torce para que a galera curta e se identifique com a música”.

MC Danny também valoriza a nova parceria: “Queria agradecer Os Barões da Pisadinha pelo convite, pela parceria, foi incrível. Acredito que a música vai estourar, vai ser mais um sucesso. A mistura dos ritmos, piseiro com funk, deu muito certo. A gente tá super sincronizado no clipe, demos muita risada, tenho certeza que vai parar todas as plataformas digitais”.

“Romantizou” junta dois dos grandes nomes da música da atualidade. Tanto Os Barões da Pisadinha quanto MC Danny contam com mais de uma música no TOP200 do Spotify e já estiveram como #1 na plataforma. A faixa chega na sequência de “Não Que Eu Vá” com Parangolé, que já acumula mais de 22 milhões nas plataformas digitais.

Rodrigo Barão e Felipe Barão conquistaram novos horizontes com o DVD “Da Roça Pra Cidade”, que tem certificado Platina Triplo, que contou com as participações de Jorge, da dupla com Mateus, Wesley Safadão e Maiara e Maraísa.

Ao todo, o projeto acumula mais de 1 bilhão de execuções e dele saíram grandes sucessos, como: “Esquema Preferido” (Diamante Duplo), que conta com mais de 400 milhões de plays de áudio e vídeo; “A Roça ou a Cidade (Da Roça Pra Cidade)”, lançada no Big Brother Brasil, que tem mais de 50 milhões de execuções; a parceria com Jorge, da dupla com Mateus, “Quero Ver É Me Esquecer” (Diamante Duplo), que entrou no TOP100 Global do Spotify, alcançando também o 4º lugar entre as músicas mais escutadas no Spotify Brasil e acumula mais de 216 milhões de streams combinados; e “Zero Saudade” (Diamante Duplo), colaboração com a dupla Maiara & Maraísa, que passa dos 170 milhões de plays e também entrou no TOP100 Global e TOP10 do Spotify Brasil. Além disso, no fim do ano passado, eles receberam o quadro comemorativo de 4 bilhões de streams nas plataformas digitais.

Confira: https://smb.lnk.to/Romantizou 
Assista: https://youtu.be/BCTF0TqIlZw 

Márcio Vitor do Psirico lança feat com Barões da Pisadinha e enaltece momento da música nordestina

O vocalista e percussionista baiano Márcio Vitor (do grupo Psirico) se prepara pra lançar um feat com os atuais reis das paradas brasileiras: ninguém menos que os Barões da Pisadinha. Num bate-papo exclusivo com o Observatório de Música, o artista falou sobre o bom momento da música nordestina, sua colaboração com Pabllo Vittar e sobre seus parceiros de feat na collab inédita “Sigilinho.

Confira abaixo:

  1. O forró, axé e a música nordestina seguem em alta rivalizando com gêneros campeões de audiência como funk e sertanejo. A que se deve tanto sucesso recente?

Márcio Vitor: “Eu acho isso super importante! O forró, o pagodão baiano , o axé, o pop, o trap exemplo o Matue que é do Nordeste , o próprio Rapadura com o Whindersson Nunes que gravaram um projeto juntos fazendo música . A música nordestina sempre teve no topo e continuará servindo de renovação. Somos ricos culturalmente e isso serve de berço há muitos anos para todos os estilos de música no Brasil, e nesse momento com a ascensão do forro e do pagodão baiano, do axé, do trap. Temos o exemplo do axé, que se mantem há décadas, acho que um dos ritmos brasileiros que mais se mantem no topo durante muito tempo, a exemplo a própria Ivete Sangalo, Léo Santana, Psirico , Claudia Leitte, que são artistas de axé. Tem também Whindersson Nunes , Matuê e Rapadura agora na cena trap, tem Teto de Jacobina na Bahia, o próprio Baiana System com Attoxxa, Afrocidade, Nêssa e a MPB com Luedji Luna Larissa , Luz, Maju, Hiran, além de outros artista que estão no topo de toda cadeia da música brasileira. Então eu creio que quanto mais nordestinos cheguem, abrem mais espaço pra gente e mais no topo iremos ficar”.

  1. Seu feat com Pabllo Vittar se tornou uma das músicas obrigatórias em playlists de aniversário. Você pensa em repetir a parceria de sucesso com ela?

Márcio Vitor: “Acho que PARABENS é uma música que vai crescer muito ainda e vai durar por muito tempo, é uma música ingênua, alegre, de comemoração, acho massa que ela atingiu várias camadas sociais e várias tribos. Eu e a Pablo a gente se ama muito, uma das melhores pessoas que já conheci na vida! A gente tem uma energia muito boa, energia de irmandade e daqui a pouquinho deve tá chegando outra explosão nossa, juntos, eu quero muito um outro feat ! Espero trazer novidades em breve”.

  1. Voce convidou um influenciador para o clipe de sua parceria com os Barões da Pisadinha. Você fica de olho no que está rolando musicalmente na web?

Márcio Vitor: “Convidei o Vitor Melo, Cristian Bel, Dum Ice e alguns personagens que fazem parte do projeto deles. O Vitor Melo é um fenômeno no TikTok e no instagram, o público jovem se identifica demais com as músicas do Psirico e ele no clipe vem fortalecer essa união . Cristian Bel, outro influenciador, é um dos compositores da música SIGILINHO e lógico que queria a energia dele no clipe e chamei ele logo, Essa turma nova de influenciadores, tem uma facilidade muito grande de dialogar na internet, o que fortalece ainda mais a nossa mensagem, Conseguimos atingir mais gente e isso é legal porque quando a música toca no coração das pessoas, de todos os meios a mensagem chega mais rápido. Eles são importantes e merecem a atenção da gente, então, sou muito atento as coisas da internet, eu fico o tempo todo com o celular na mão e eu uso as madrugadas para fazer pesquisas musicais e tudo que está acontecendo na internet. Eu vejo que Carlinhos Maia, Whindersson Nunes, Tirulipa eles têm influenciado muito a essa galera mais jovem e graças a Deus eles amam a música que eu faço. Eles fazem conteúdos e me marcam, foi assim que conheci Vitor Melo e todos eles, através da minha música ele gravou uns vídeos, me marcou e eu acabei vendo e chamei para o projeto. Eu gosto demais da linguagem e forma de se comunicar mandando alegria e energia positiva para o povo”.

  1. Para este feat, você mergulhou no universo da Pisadinha? Como foi a parceria com os Barões?

Márcio Vitor: “Sim, já fiz várias produções como arranjador e produtor de vários HITS que explodiram e de diversos estilos … eu já pesquisava muito sobre o PISEIRO mas nunca tinha feito … é minha primeira produção que faço o arranjo de uma pisadinha e logo de cara com os BARÕES DA PISADINHA, que sempre tive vontade de misturar as influências do nosso som, a raiz do pagodão baiano com a raiz do piserio, da pisadinha. Então pegamos os elementos que são feitos do jeito que é feito na pisadinha, mas eu não queria usar nada sampleado pra essa música, queria um novo som respeitando a essência do swingue…Acho que pela primeira vez estamos misturando, fazendo uma coisa inédita com a raiz do pagodão baiano com o verdadeiro piseiro. A letra tem tudo a ver comigo por que sou curioso demais e é muito divertida, que fala de sigilinho de uma maneira jovem, e mantendo a percussão do Psi.

Então, não foi só entrar e gravar uma música, a gente elaborou, fez laboratório, Eu e Felipe nos arranjos. Foram dias mandando para ele, ele mandava para mim, vi e-mail, via whatsapp, via protools. E com rodrigo a gente cantou de uma forma muito natural, não ficou muito definido as partes onde uma cantaria. A gente se olhou e foi de forma bem orgânica. E essa energia foi muito natural até por a gente ser baiano e já entender o suingue do outro. Essas pesquisas que eu faço, com a MPB , o trap, afro beat, a música Eletrônica o piseiro, forro, arrocha, sertanejo. eu sempre identifico muito esses beats e coloco dentro da minha verdade, da minha raiz que é o som percussivo, dançante, alegre e principalmente mantendo a raiz do nosso pagodão baiano. Nos últimos feats que fiz, eu tenho priorizado exatamente o som da percussão e que fique presente na música a influência dos ritmos que são as grandes paixões dos brasileiros”.

ENTÃO FIQUE DE OLHO! “SIGILINHO” CHEGA ÀS PLATAFORMAS DIGITAIS NESTA SEXTA (13)!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio