Adele sobre amizade com Jennifer Lawrence e Nicole Richie: “Me humanizaram”

Artista revelou como é ser amiga das duas celebridades

Publicado em 11/11/2021 16:18
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Adele abriu o jogo sobre como finalmente fez amizade com famosos, depois de anos resistindo ficar próxima a outras celebridades. Em entrevista à Rolling Stone, ela falou sobre como é ser amiga de suas vizinhas, Jennifer Lawrence e Nicole Richie.

A estrela de 33 anos contou que virou amiga de Richie e Lawrence ao sempre levar seu filho Angelo, de 9 anos, para a escola.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Elas me humanizaram porque eu evitei falar com qualquer pessoa que já fosse famosa em qualquer nível, porque eu pensava tipo, ‘Bem, eu não sou famosa’. Sou muito essa britânica“, disse Adele.

Em seguida, ela revelou detalhes da amizade: “Nunca falamos sobre trabalho, o que foi incrível, porque na maioria das vezes quando eu encontro alguém, eles querem saber tudo sobre meu trabalho, e eu fico tipo, ‘Eu não quero falar sobre isso. Podemos falar sobre outra coisa? Estou exausta’.”

Adele é capa da Rolling Stone (Foto: Theo Wenner/Rolling Stone)

Adele revela que seus amigos tentaram arranjar encontros às cegas pra ela

Adele revelou que teve “sessões de terapia de seis horas” com seu produtor enquanto escrevia seu novo álbum em 2019 e 2020.

Ela contou à Rolling Stone sobre sua história: “Ele estava tipo, ‘Se você realmente ouvir, isso é uma bagunça. Se você realmente ouvir, as pessoas estão tocando as notas erradas. Elas estão chegando na hora errada. É tudo sobre a energia e a atmosfera que isso cria. Por que você gostaria que alguém fizesse outro take se você acabou de obter o take mais perfeito que existe? ‘”

Em outra parte da entrevista, Adele revelou que ela não durou muito quando se tratou de namorar em Los Angeles, já que ela não queria sexo casual ou encontros.

“Eu demorei cinco segundos [namorando aqui]”, disse ela. Seus amigos tentaram arranjá-la para encontros às cegas após sua separação de Simon Konecki.

“Você não pode me colocar em um encontro às cegas! Eu fico tipo, ‘Como isso vai funcionar?’ Haverá paparazzi do lado de fora e alguém ligará [site de fofoca] DeuxMoi, ou o que quer que seja chamado de merda! Não está acontecendo. “

Adele afirma que “não gostava” de quem era após o divórcio

Adele é a capa da revista Rolling Stone, e com isso, ela deu detalhes sobre sua nova era, do álbum “30”. A sessão de fotos foi feita na cama, e só serviu para exaltar a beleza da cantora britânica. Desse modo, a artista abriu o coração sobre seu divórcio.

Segundo a cantora, o relacionamento dos dois começou a esfriar em partes devido ao crescente estrelato dela.

“Eu realmente não me conhecia. Não sei se foi por causa do meu retorno de Saturno ou se foi porque eu estava bem e verdadeiramente entrando na casa dos trinta, mas eu simplesmente não gostava de quem eu era”.

A cantora ainda pontuou que queria ser feliz em um lar cheio de caos organizado e cheio de amor. “Isso me deixou realmente muito triste. Então ter tantas pessoas que eu não conheço sabendo que meu casamento não deu certo… Isso realmente me devastou, eu fiquei envergonhada. Ninguém, na verdade, me deixou envergonhada, mas você sente que não fez um bom trabalho”, explicou.

(Foto: Theo Wenner/Rolling Stone)

Além disso, durante o bate-papo, ela foi questionada sobre qual seria o próximo lançamento, depois de “Easy On Me“, e bom, será “I Drink Wine”. A faixa viralizou na web pelo seu títulos, que em tradução livre fica “Eu Bebo Vinho”.

A revista que já ouviu a faixa, afirma que tem um toque de Elton John e Bernie Taupin dos anos setenta. Além disso, a letra explica como ela se livrou do seu ego.

Eu levei tudo para o lado pessoal naquele período da minha vida, então a letra ‘Espero aprender a me superar’ é como se eu dissesse: ‘Depois de fazer isso, talvez eu pode deixar você me amar‘”, contou Adele, se referindo ao período de seu divórcio.

Essa é uma faixa que tem mais de 6 minutos, então talvez apareça uma versão editada para as rádios. Ainda dando detalhes sobre “I Drink Wine“, ela confirma que é como uma conversa, cada refrão é cantado de forma diferente. Para isso, ela criou variados personagens, dando um ar de sarcasmo. “Tornou-se menos intimidante”, ela continua, “porque algumas das coisas de que estou falando realmente atingem a casa de muitas pessoas”, completou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio