Irmã de Britney Spears afirma que alertou cantora sobre seu ex-advogado

Jamie Lynn Spears mostrou prints das mensagens que teria enviado à irmã

Publicado em 20/01/2022 19:36
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jamie Lynn Spears, irmã de Britney Spears, alega que alertou a cantora sobre as supostas práticas ‘suspeitas’ do ex-advogado da cantora, Samuel D. Ingham. As informações são do site Page Six.

Durante a segunda parte de sua entrevista no podcast “Call Her Daddy”, Jamie Lynn compartilhou prints das supostas mensagens de texto que ela teria enviado a Britney em novembro de 2020, enquanto a estrela pop ainda lutava para encerrar sua tutela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“LEIA, INFORMAÇÕES IMPORTANTES, que você deve saber, porque parece preocupante para mim”, Jamie Lynn começou, alertando Britney – salva em seu telefone como “Minha irmã”.

Nas mensagens, ela informa que sua mãe, Lynne Spears, estava se comunicando com Ingham. Os textos também sugerem que Lynne e Britney não estavam se falando na época.

“Mamãe e seus advogados estiveram em contato constante com Sam Ingram [sic] sobre tudo, e eu achei isso estranho já que você e mamãe nem estão se falando. Eu não entendi por que minha mãe estaria se envolvendo ou inserindo a opinião DELA para o SEU advogado, ESPECIALMENTE se você não pediu a ela”, escreveu Jamie Lynn, 30 anos.

Jamie Lynn então sugeriu que o envolvimento de Lynne foi uma tentativa de afetar o ex-marido Jamie Spears – pai das irmãs – em vez de ajudar Britney a acabar com a tutela.

“Percebi rapidamente que o foco da mãe estava no pai e seu ataque pessoal a ele, em vez de você e o que você precisa. Eu acho que ela tem seu advogado lutando mais pelos interesses DELA do que pelos seus e isso só atrasou seu progresso e lhe custou mais dinheiro”, escreveu a atriz.

(Foto: Reproduçã)

Jamie Lynn afirmou em suas mensagens que ela interviria se “Sam [tentasse] negar” que estava trabalhando com a equipe jurídica de Lynne. “Todos nós podemos pegar o telefone e terei certeza de admitir a verdade, porque li as mensagens e ouvi as conversas”, escreveu ela.

Jamie Lynn acrescentou: “Ele também cometeu tantos erros em sua última ida ao tribunal, e é por isso que seu pedido foi negado mais uma vez. Não sei se ele fez um trabalho tão ruim de propósito, mas é estranho que um advogado tenha deixado tantos buracos em sua posição, o que facilitou o indeferimento.”

Jamie Lynn sugeriu que Ingham – que renunciou ao cargo de advogado de Britney em julho de 2021 após o polêmico depoimento judicial de sua cliente – estendeu a batalha judicial porque gostava da atenção da mídia.

“Ele adora toda a atenção que recebe dos fãs do #freeBritney, ele acha que é seu fã-clube agora, o que é tão estranho para mim”, escreveu Jamie Lynn, apesar do movimento #FreeBritney criticar o desempenho de Ingham.

Jamie Lynn então contou sobre uma viagem ao Havaí com Britney, onde as irmãs supostamente falaram com Ingham por telefone sobre tomar medidas para encerrar a tutela. 

“Eu estava tentando ajudá-la a descobrir sua situação de tutela, e você ligou para Sam pedindo ajuda, e ele sentou lá e nos ouviu, mas assim que desligamos, ele imediatamente ligou para o papai e disse que eu precisava [ser] vigiada porque eu estava tentando derrubar a tutela”, escreveu ela. “Ele se virou contra você em um segundo, e é por isso que eu NUNCA confiei nele.”

Jamie Lynn também alegou que Jamie queria renunciar “e já faz algum tempo” – mas alegou que Ingham estava se esforçando para adiar o processo. 

“Papai estava ciente da relação entre a mãe, os advogados da mãe e Sam, então ele só queria falar com você pessoalmente, para ter certeza de que tudo o que estava sendo dito e feito por eles era realmente o que você queria, mas Sam não vai permitir que ele fale com você, o que prolonga esse processo legal para você, e isso claramente beneficia Sam…”

Jamie Lynn disse que sua tentativa de ajudar Britney resultou em ela “não falar” com Lynne, mas disse para Britney que valeu a pena desde que ela pudesse ajudar. 

“Acho que é a coisa certa a fazer por enquanto, para que você saiba tudo e não seja enganada”, escreveu ela. “Não tenho motivos para enviar isso para você, além de te amar e estar tentando ser útil. Estou aqui se precisar de alguma coisa. Te amo.” Britney aparentemente nunca respondeu a Jamie Lynn. 

Britney alegou ao tribunal em junho que, sob a vigilância de seu pai, ela foi forçada a entrar em um centro de saúde mental, era dopada com lítio e colocou um DIU contraceptivo, tudo contra sua vontade. 

Em uma mensagem supostamente enviada a Britney em novembro de 2020, Jamie Lynn afirmou que Ingham desempenhou um papel na estadia de quatro meses de Britney na unidade de saúde mental no início de 2019. 

“Consegui descobrir que Sam INGRAM [sic], seu advogado foi quem investigou e acredito que até fez uma tour”, escreveu ela. “E disse que era o melhor lugar para você ir. Não sei se você sabia disso, mas fiquei muito surpresa com essa informação. Vou continuar tentando entrar em contato com você e ajudá-la, mesmo que você nunca responda.”

Jamie Lynn acrescentou: “Eu também tenho provas disso, então você pode ter todas as informações de que precisa”. Britney, novamente, aparentemente nunca respondeu. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio