Ludmilla faz show para 3 mil pessoas no Festival de Verão

Funkeira animou o público

Publicado em 09/01/2022 17:50
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora Ludmilla realizou um show especial neste sábado (8). Se trata do Festival de Verão do Kontainer, que aconteceu em Búzios, no Rio de Janeiro. Realizado no Geriba Tennis Park, o evento contou com 3 mil pessoas, que foram assistir a funkeira.

Entre essas, o ex-jogador de futebol Adriano Imperador (39) e Wagner Love (37), grandes nomes do Corinthians marcaram presença na atração e acompanharam o show de Ludmilla.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, o rapper Bin também se apresentou no evento, seguido do DJ Tubarão. Vale lembrar que o rapper lançou a faixa ApÊ 1001 com Ludmilla. Por fim, a artista foi quem encerrou o evento.

Falando sobre o look, a funkeira surgiu vestindo um top e short branco para a apresentação, completando o visual com um colete laranja vibrante.

Através dos stories, Ludmilla agradeceu pelo público do show: “Show pika. Obrigada Búzios, agora é hora daquele after“, escreveu.

Esposa de Ludmilla fala sobre crise no casamento: “Muito trabalho”

A dançarina Brunna Gonçalves, esposa da cantora Ludmilla, decidiu se pronunciar sobre uma suposta crise no casamento delas. Em suma, tudo aconteceu após a cantora fluminense viajar sem a amada, apenas com a família.

No entanto, de acordo com Brunna ela não foi apenas por conta de trabalho. “Fiquei triste porque Lud e o povo todo da minha família foram viajar para Búzios. A gente sempre faz essa viagem de início de ano. Que difícil foi escolher! Se eu atrasasse essas fotos, não conseguiria fazer tudo que quero no tempo que tenho. Pra galerinha da fanfic, não briguei, não aconteceu nada. Falei que 2022 seria um ano de muito trabalho, e viagens terão milhares pelo ano inteiro”, justificou.

Ludmilla dá presente chiquérrimo para sua esposa Brunna Gonçalves

Brunna Gonçalves completou 30 anos de vida no dia 16 de dezembro e ganhou uma festa surpresa organizada pela esposa, Ludmilla. Mas não para por aí! A dançarina também ganhou uma bolsa chiquérrima e luxuosa, da Prada.

Criada em 1913 em Milão, Itália, a grife se tornou referência de moda e sonho de consumo de muitos. Principalmente atualmente, que as influenciadoras andam pra cima e para baixo com bolsas bem luxuosas. Inclusive, mesmo pequena, o valor dessa humilde Prada, é R$ 18 mil.

(Foto: Reprodução)

Família de Ludmilla fez festa supresa pra sua esposa, Brunna Gonçalves

Brunna Gonçalves, esposa de Ludmilla, completa 30 anos nesta quinta-feira (16). Para a data não passar em branco, afinal 30 anos é sempre um marco, a família da Ludmilla está planejando uma festa surpresa pra ela. O evento será na casa da cantora, no Recreio dos Bandeirantes e, a princípio, era pra ser segredo.

(FOTO: Reprodução)

No entanto, Ludmilla e Bruna assumiram a relação em meados de 2019. No final do mesmo ano, as duas se casaram durante uma festa de aniversário surpresa para Brunna. Parece que virou uma tradição entre o casal e sua família!

CONFIRA MAIS: Simaria se destaca com lançamento de sapato e pocket show

Em raro protesto, Ludmilla e Brunna pedem saída de Bolsonaro do poder

Nesta segunda-feira (21), Ludmilla e sua esposa, Brunna Gonçalves, pediram a saída do presidente Jair Bolsonaro do poder. Em um raro protesto, as duas usaram uma publicação originalmente feita pelo Mídia Ninja.

“500 motivos para Fora Bolsonaro”, dizia os Stories compartilhado pelas duas.

 

Em 2018, Ludmilla rompeu com uma grife apoiadora de Bolsonaro, relembre:

Depois de Pabllo Vittar romper sua parceria com a grife Victor Vicenzza, agora foi a vez da cantora Ludmilla ir pelo mesmo caminho. A razão? O polêmico apoio do dono da marca à Jair Bolsonaro.

Muitos cantores e personalidades da comunidade LGBT também manifestaram contra o posicionamento político do estilista Victor Vicenzza. A declaração pública de apoio a Jair Bolsonaro veio no fim de agosto. Já mais recentemente a marca reafirmou sua posição política ao lançar uma campanha com 17% de desconto (referência ao número do candidato nas urnas). A empresa chegou a lançar uma linha de botas com desenhos do rosto de Jair Bolsonaro.

O apoio da marca ao deputado carioca, cuja campanha é marcada por declarações consideradas racistas e homofóbicas, caiu como uma bomba para a comunidade LGBT. A grife era conhecida por botas voltadas para drag queens.

Ao contrário de Pabllo Vittar, a cantora Ludmilla encerrou sua parceria com Victor Vicenzza discretamente e sem causar alarde nas redes sociais. Ludmilla ainda não se manifestou sobre o fim da parceria, mas especula-se que ela tenha cancelado o contrato em respeito aos fãs LGBTs.

Loja boicotada por Pabllo Vittar oferece desconto de 17% em apoio a Bolsonaro

Após Pabllo Vittar desvincular sua imagem de uma marca de calçados apoiadora do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), a loja anunciou uma promoção com descontos de 17%. O valor do desconto faz alusão ao número do partido do deputado federal. Pabllo havia se manifestado pelas redes sociais que não irá aliar seu trabalho a um discurso que “desrespeita direitos humanos”.

VEJA TAMBÉM: Paul McCartney revela ter visto Deus após usar droga alucinógena

Em resposta ao cancelamento da parceria entre a cantora e a marca, o proprietário da loja Victor Vicenzza divulgou uma nota reafirmando o seu apoio ao candidato do PSL. Ele ainda explica que a campanha “Shinning”, que contou com a participação de Pabllo, teve o objetivo de lutar contra preconceitos. Segundo o empresário, o fato não mudará seu apoio a Bolsonaro. A marca chegou a ser acusada de oportunismo, já que vende sapatos para o público LGBT e apoia um candidato que já fez declarações homofóbicas publicamente.

Através do stories do Instagram da marca, um gráfico foi publicado mostrando que o número de acessos da loja aumentou. A postagem afirma que a “tentativa de boicote da esquerda” aos produtos da empresa não irá funcionar. A marca chegou a usar hashtagscom termos ligados à direita como “direita unida”.

O próprio candidato Jair Bolsonaro respondeu à uma postagem da marca com uma mensagem de apoio e desejando boas vendas à empresa. Por outro lado ativistas dos direitos LGBT, como a youtuber e drag queen Lorelay Fox, também comentou sobre o caso. “Fiquem de olho que muita marca deve usar a gente assim, amigos!”. A drag afirmou que o discurso da loja é contraditório e pediu cuidado com “falsos aliados” do movimento.
 
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio