Whindersson Nunes revela ter se afundado nas drogas após fim de casamento com Luísa Sonza

Publicado em 16/12/2021 13:10
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O humorista Whindersson Nunes, lançou há pouco tempo o livro “Vivendo Como Um Guerreiro“. Em determinado momento, ele falou sobre o fim de seu casamento com Luísa Sonza e o uso de drogas.

Em primeiro momento, o humorista afirma que já usava drogas antes mesmo do fim com Luísa, mas, com o fim, ele começou a usar mais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Penso na vida que tantas vezes escapuliu de mim pela complexidade que é a minha vida. Como eu nunca escondi nada do que vivi, do que sofri, houve um período muito duro da minha vida em que eu não conseguia ficar sem as drogas. Teve um mês, quando o relacionamento com a Luísa terminou, que eu fiquei sem chão. A Luísa era uma menina que tinha muitas dúvidas na vida. Eu me via um pouco nela. Eu via que ela tinha futuro e, ao mesmo tempo, achava que ela precisava de ajuda. Eu também precisei de ajuda e não tive ninguém que me ensinasse como eu deveria fazer. Eu me via na obrigação de fazer por ela o que ninguém fez por mim. E, então, eu fazia tudo”

Whindersson conta que não estava sóbrio quando conheceu a ex e já naquela época, em 2017.

“Eu a conheci em 2017. No dia em que eu encontrei a Luísa, eu estava virado de droga, não estava bem, estava em busca do que eu não sabia. Eu vinha de outro término, enfim, essa área da vida eu não domino mesmo, como podem perceber. Quando a vi, pela primeira vez, eu a vi no efeito da droga. Eu a vi meio que brilhando. Foi o começo de uma viagem. Uma viagem de alguém que tem um instinto de professor. Eu queria passar tudo para ela. Eu queria que ela desse certo na vida”

Por fim, Whindersson deixou claro que Luísa Sonza não tem culpa nenhuma de seu vício, mas, associou a música penhasco, afirmando que ele também teve o seu.

“Minha viagem com a Luísa durou 4 anos. Ela me ajudou com a minha autoestima. Eu não me achava um homem interessante, um cara bonito. Isso pode não parecer muita coisa, mas para um alguém como eu, que algumas pessoas dizem que as mulheres estão comigo porque eu sou famoso e tenho dinheiro… O olhar dela fazia com que eu acreditasse que, de fato, eu era interessante, eu era legal. E, nisso, ela foi minha professora. E eu sou grato. Até hoje eu tenho uma confiança que ela fez brotar em mim. Nós viajamos muito juntos, conhecemos juntos o mundo e os nossos mundos internos”.

O humorista também conta que, apesar de todas as polêmicas, sempre vai torcer pelo bem de Luísa Sonza.

“Quero bem a Luísa e quero que os espaços da sua vida sejam sempre preenchidos com muito amor. Seu sucesso é de alguma forma um perfume que me lembra que é sempre bom cuidar das pessoas. E não quero que as pessoas destruam o que vivemos. Voltando para as drogas. Quando acabou com a Luísa, eu também tive o meu penhasco. A minha forma de lidar com essas situações é muito minha. Eu falo com o silêncio. Eu falo com o recolhimento. E, às vezes, falo errado. Reconheço que errei. Que as drogas foram me destruindo. Quando acabou com a Luísa, era o comecinho da pandemia. Estar sozinho, não sair de casa, me levou a uma viagem que não é uma boa viagem. Sem saber o que fazer, na minha cabeça, para terminar a viagem, eu tive que terminar do jeito que eu comecei. E, dessa vez, foi muito pior”

Além disso, Whindersson Nunes também se mostrou grato à Maria, mãe de seu filho, João Miguel.

“Não havia mais intervalo entre as drogas. Eu acordava e desacordava para a vida. Eram drogas e mais drogas tentando estancar sei lá o quê. Um mês. Um mês, e eu tenho a certeza de que não foi a Luísa a culpada. E não foi por ela que eu me lancei nesse abismo. Foi por mim. Foi por um buraco dentro de mim. Foi pela ausência das certezas da minha vida. (…) A depressão tem tratamento. Eu sei disso. É que há momentos em que nos esquecemos disso. (…) Bala, LSD em doses cavalares e algumas outras. Eu sofria tanto e achava que eu merecia. E o foco da minha vida virou nada, nas noites que não amanheciam. A sensação, às vezes, era de um descolar da alma do corpo. E o nada me fazia companhia. As drogas aumentaram as minhas paranoias. Medo das violências, medo das invasões da minha vida. E o pânico. Meu Deus?! Não desejo isso para ninguém. Meu cérebro derretendo. Minhas noites indormidas, virando de um lado para outro. Acusando o chão de não me caber. Tudo muito sofrido”

“Eu tinha medo que essa fase pudesse voltar. E eu, às vezes, pensava que eu devia me internar. E meus amigos diziam que isso seria um prato cheio para a mídia. E também não queria que isso fosse um prato cheio para que as pessoas culpassem a Luísa. Não. Definitivamente, a culpa não foi da Luísa. Não digo que alguém surge na nossa vida para resolver a nossa vida. Mas sou grato à Maria. Foi nessa viagem sem fim que conheci Maria. As minhas bagunças precisavam ser arrumadas. Eu fiquei envergonhado de estar naquela situação. E fui me arrumando”

Whindersson Nunes abre o jogo e fala sobre música de Luísa Sonza pra ele

O humorista Whindersson Nunes participou do PodCats, apresentado por Virginia e Camilla Loures. Em determinado momento, ele falou sobre Luísa Sonza e o single ‘Penhasco’, que ela fez pra ele.

Quando questionado se ouviu a faixa, o comediante respondeu. “Ouvi porque apareceu no Instagram, a Luísa é muito famosa, então, fez isso aí e saiu em tudo qualquer lugar. Como é que você não houve desse jeito? Eu ouvi e tal”, respondeu o youtuber. “O que você achou?”, perguntou Loures. “Eu não achei que eu não joguei ninguém de penhasco não”, respondeu Whindersson Nunes.

“Não. Cada qual acha para sí…né? Eu sou uma pessoa. Eu não acho, assim…Mas eu entendo o que ela quis dizer, também entendo o que a galera fala também, de eu não ter falado. Sabe aquela parada de você olhar e dizer ‘eu entendi o que o povo tá querendo dizer’. Não que você tenha a culpa de nada, mas que se você tivesse feito alguma coisa…Só que eu também tenho uma…” 

https://twitter.com/alissonitter/status/1456075175045312518?s=20

Meu modo era não ficar falando. Cada qual tem seu jeito, e tem gente que não gosta de ficar conversando ou vendo coisa de relacionamento antigo”, disse Whindersson Nunes, ao falar sobre não ter se pronunciado sobre o fim.

Irmã de Whindersson Nunes sobre Luísa Sonza: “Eu não falo com ela”

Na noite desta quarta-feira (29), a digital influencer, irmã de Whindersson Nunes e agora cantora Hagda Kerolayne, participou do talk show De Cara com Douglas Nobre, apresentado pelo cantor Douglas Nobre no Youtube.

A influencer que vive em São Paulo há um ano, começou o bate papo dizendo que ama a terra da garoa e que é completamente reservada, ou seja, prefere ficar dentro de casa assistindo série na companhia da namorada e de amigos.

Hagda é formada em direito e decidiu arriscar na música de uma maneira bem despretensiosa. Um amigo já tinha uma música quase pronta e a convidou para gravar, quando percebeu já tinha gravado a música e o clipe do projeto “Melhor assim”, lançado recentemente nas plataformas digitais.

Irmã de Whindersson Nunes abre o jogo sobre relação com Luísa Sonza (Foto: Reprodução)

Ao ser questionada se Kerolayne se incomoda em ser chamada de “irmã de Whindersson Nunes” nos lugares, a cantora respondeu: “Sim. No começo até que não, mas ultimamente tem me incomodado bastante. Pô cara, eu tenho um nome, tem gente que me chama assim só pra me provocar, até porque eu não sou irmã só do Whindersson, eu tenho mais dois irmãos. Eu quero que me chame pelo meu nome, independente se eu for famosa ou não”. Douglas complementou a resposta dela, comparando seu caso com o da sua ex-cunhada Luísa Sonza, pois a famosa também passou pelo mesmo problema, ao ser taxada no início de carreira como “a esposa do Whindersson Nunes”. Em poucas palavras, Hagda rebateu: “É chatinho, é chatinho”.

Sobre a acusação de plágio que Hagda sofreu após lançar seu primeiro single, onde vários usuários de redes sociais começaram a acusar de cópia com a música Penhasco de Sonza, a irmã do humorista revelou com exclusividade que está processando um grande empresário do ramo musical e disse que essa pessoa tem uma foto publicada no Instagram a acusando de plágio. Agora quem será que é?

Antes de encerrar o bate papo com o cantor, Douglas questionou se Hagda mantém contato com as EXs do seu irmão, que logo rebateu: “Com a Maria eu falo sim, todo dia praticamente a gente se fala, a gente se vê, ela vem na minha casa, eu vou na casa dela, ela sempre pergunta se eu estou bem, se estou precisando de alguma coisa. Nós vamos ter uma ligação para o resto da vida, que é o João e isso ninguém tira. Com a Luísa não, eu não falo com ela, eu não tenho contato”.

Confira o bate papo na íntegra:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio