Bruna Marquezine lamenta agressão de amigo por conta da política: “Esse homem vibra no ódio”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Texto/Entrevista: Leandro Lel Lima

Convidada para o lançamento do livro “Expressões e História”, editado por Claudia Saad, esposa do presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação, Johnny Saad, na noite da última quarta, 23/10, em São Paulo, Bruna Marquezine conversou com a imprensa sobre assuntos que estão tomando conta do noticiário.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Bruna Marquezine é clicada se maquiando no banheiro de aeroporto

A atriz afirmou que não alimenta uma imagem de perfeição para as mulheres que acompanham a sua carreira como uma forma de que cada uma deva se aceitar do que jeito que realmente é, valorizando a beleza que cada mulher, em especial, a brasileira tem.

Veja mais: Bruna Marquezine se encanta com suas “unhas de adolescente”

Ainda ressaltando o assunto beleza, a global afirmou que não edita as fotos publicadas em suas redes sociais. Bruna também revelou que um de seus amigos foi agredido por motivações políticas: “Uma pessoa do nosso meio foi espancada na rua, perdeu a memória. Isso me desespera muito”, revelou a atriz que faz campanha contra Jair Bolsonaro nas redes sociais.

Confira o bate-papo!

Imagem perfeita e a exposição na mídia

“Muita gente entendeu. O objetivo é trazer à tona esse debate. Muitas pessoas ainda colocam o artista num lugar muito inatingível: ‘Como é que ela se acha feia? ’. Não tem nada a ver com isso. É você com você mesmo”.  

“Estamos muito expostos, as pessoas se acham no direito de opinar. Até que ponto é tão importante dar a sua opinião se você pode ferir o outro? É importante falar disso. Não contribuo pintando uma imagem de perfeição que não existe”.

Bruna Marquezine (FOTO: Divulgação / Puma)

Erros e acertos

“Divido os erros e fraquezas, falo isso com leveza, não se permitam que a visão do outro influencie. Vou buscar a forma mais saudável para cuidar do meu corpo. Estou feliz”.

Editar fotos nas redes sociais

“Já editei muitas fotos antes de postar no instagram. Hoje, graças a Deus, não faço mais isso. Temos que falar sobre isso. A gente coloca as artistas num pedestal que não existe”.

Morar fora do Brasil

“Tenho vontade de morar fora um tempo, principalmente pra estudar. Isso abre muito a nossa visão, enxergar de uma nova forma, isso amplia o nosso leque, é uma forma de me alimentar”.

Campanha do Ele não, ele nunca

Campanha do Ele não, ele nunca “Ele não, ele nunca. Esse homem [Jair Bolsonaro] vibra no ódio. Uma pessoa do nosso meio foi espancada na rua, perdeu a memória, terá que operar o maxilar. Isso me desespera muito, não quero brigar com pessoas que amo. Você vai além de uma visão política, valores diferentes. Tento não brigar, cada um tem uma opinião, não existe uma verdade única”.

Bruna Marquezine e Neymar (FOTO: Reprodução/Instagram)

Término com Neymar

“Estou ótima [solteira], graças a Deus. A semana foi ótima. Tudo certo e normal. Estou curtindo a vida… Mas acho que essa noite é uma noite de uma ótima causa, não vamos falar sobre o Neymar”.

Sobre o livro

Claudia Saad criou o projeto Expressões e Histórias e convidou o fotógrafo Angelo Pastorello para clicar personalidades e empresários em proll da Ong A I Know My Rights – IKMR.

A entidade tem sede em São Paulo, e atende por volta de 450 crianças de 12 nacionalidades, vindas de zonas de conflito e áreas de grave violação de direitos humanos.

Isabela Fiorentino, Fabrizio Fasano Jr, Lucas Jagger, Flavia Alessandra, Zé Simão, Ana Paula Padrão, Neymar Jr, Bruna Marquesine, Michel Teló, Malu Madder, Toni Belotto e o técnico Tite já fotografaram e cederam suas imagens em proll da causa. Além das imagens os famosos escreveram uma crônica que estará ao lado de suas fotos no livro onde contam passagens de suas vidas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio