Monique Evans revela ter sofrido assédio moral de diretor de TV: “Chorei muito!”

Publicado há 2 anos
Por Karla Sthéfany Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Monique Evans decidiu abrir seu coração, depois que a apresentadora Íris Stefanelli foi demitida da RedeTV!, e revelou em uma entrevista para o canal de Mamma Bruschetta ter sido vítima de assédio moral, por 11 anos.

Segundo a loira, um diretor, que ela preferiu preservar o nome, com medo de retaliações, “passou a vida tentando puxar seu tapete”. Em entrevista para a QUEM, ela confessou que também sofreu assédio moral do mesmo: “Não falo o nome do profissional porque posso ser processada. Mas eu fazia várias matérias e ele dizia que eu não tinha feito nenhuma. Ria da minha depressão, não colocava as minhas matérias no ar e me mandava para as pautas mais estranhas sem a menor segurança”, revelou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Monique Evans comemora 4 anos de relacionamento com Cacá Werneck e posta clique provocante

A ex-BBB contou que sofria muitas humilhações: “Foram muitos e muitos anos convivendo com isso, com ele debochando de mim e me mandando para matérias furadas. Só fazia externa e quando eu falava com as pessoas de lá e chorava, elas não queriam se meter com medo de perder o emprego. Ele é o diretor de um programa e está lá até hoje. Fui embora porque ele foi me dirigir no Gala Gay e quando me chamavam e eu começava a entrevistar, ele me cortava e passava para outro repórter. E eu que dava a maior audiência! Chorei muito!”, lembrou.

Veja mais: Monique Evans lamenta saudades da namorada: isso nunca aconteceu

Ela ainda lamentou que ninguém faz nada em relação ao mal que ele causa à equipe: “O pior é que ele não trabalha, fica na internet enquanto as outras pessoas fazem o trabalho dele. Só estou falando isso agora porque a Iris falou. Porque há muitos anos tenho essa mágoa. Por causa disso minha depressão piorou. E ele é de família rica, não tem por que viver disso, é vaidade. O que sofri com essa pessoa ninguém tem noção. Ao mesmo tempo que eu era de uma felicidade enorme quando eu estava fazendo o trabalho, era muito infeliz por ter que conviver com ele”, recordou.

Monique Evans e Fabio Arruda (Foto: Reprodução/Instagram)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio