Felipe Neto
Felipe Neto (FOTO: Reprodução/Instagram)

Em recente entrevista ao jornal Extra, o Youtuber Felipe Neto revelou alguns detalhes sobre sua vida pessoal e outros desejos profissionais. Ele também contou como lida com a depressão.

“Lido com a depressão e não manifesto porque sou tratado, mas já sofri muito. Entendo como é e sei pelo que os jovens passam. Essa doença é mal diagnosticada e mal tratada no Brasil. Então, um dos meus maiores sonhos é criar uma fundação voltada a quem lida com ela e, efetivamente, poder ajudar”, disse ele.

Leia mais: Felipe Neto faz comemoração simplória ao atingir 8 milhões de seguidores no Instagram


Com relação aos tratamentos, ele foi direto: “Sei que preciso. Sou ansioso e compulsivo. Houve um momento da minha vida em que eu jogava online até 15 horas por dia. Repeti o ano na escola, tive problemas. Hás uns anos, precisei abandonar totalmente o mundo dos games para me dedicar ao trabalho. Tento não me misturar demais com este universo porque tenho medo de voltar ao vício. Mas ainda jogo “Tibia” e “League of legends”. Sou viciado em esportes eletrônicos. Por isso, insistem para eu ir à psicóloga”, admitiu.

O rapaz falou sobre as ações judiciais, calúnias e crimes da internet, que são movidas contra ele e o irmão, Lucas Neto. “Somos processados o tempo todo, ou por algum oportunista ou por algum erro verdadeiramente nosso mesmo. Alguns processos são justos. É normal. Os advogados administram tudo e tocam para frente”, comentou.

Veja também: Trocaram ideias! Felipe Neto e Daniela Mercury travam discussão política na web

Política

Sobre os seguidores de Jair Bolsonaro, Neto disse que o fato de ser contra o Partido dos Trabalhadores, não justificaria apoio ao presidente eleito. “Para mim, foi surpreendente receber o apoio de pessoas que não me curtiam porque essa não foi a primeira vez que agi assim. Há tempos levanto a bandeira de causas LGBT, feministas, negras… Por que as pessoas não se deram ao trabalho de pelo menos ler alguma coisa do que eu falava antes? É fácil criticar quando você não conhece. É mole compartilhar mentiras quando você está com preguiça de saber sobre a pessoa. Fico triste em ver que muitos continuam acreditando em espantalhos e em personagens fictícios criados por elas próprias para odiar alguém. Acredita que agora criaram fake news dizendo que eu ensino as crianças a serem anticristo?”, concluiu o famoso.