Pamela Anderson revela relacionamento abusivo com ex-namorado (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz e ex-modelo, Pamela Anderson, anunciou o fim do seu relacionamento de mais de dois anos, com o jogador de futebol, Adil Rami, jogador da seleção da França, campeã da copa do mundo de 2018. A atriz chocou ao revelar que estava em um relacionamento abusivo e sendo traída por ele.

É difícil aceitar. Os dois últimos anos da minha vida foram uma grande mentira. Fui enganada, levada a acreditar que estávamos apaixonados. Estou devastada por ter descoberto que ele tinha uma vida dupla“, iniciou Pamela em seu Instagram, com uma foto deles juntos.

Ele costumava fazer piadas sobre homens que tinham amantes. Ele chamava esses homens de monstros. Mas isso é pior. Como é possível controlar dois corações de mulheres e mentir desse jeito? Tenho certeza de que aconteceu mais vezes. Ele é o monstro. Como eu pude ajudar tanta gente e não ter sido sábia o bastante para ajudar a mim mesma“, encerrou.


Além do relato em seu Instagram, ela usou o seu site para escrever um relato maior ainda e com mais detalhes do que aconteceu. “Ele é um narcisista pervertido e perigoso. Só cuida de si mesmo, mesmo em seu post. Ele não nega ser abusivo. Ele só está bravo que as pessoas saibam. Ele quis continuar a ferir, trair, mentir, f**** quem ele quer e parecer machista para seus amigos doentes. Ele pensou que poderia fugir disso. Ele é o retrato de um sociopata. Nada de atencioso ou gentil, ele não sabe o que é amor. Ele definitivamente não sabe amar“.

Ele e todos como ele devem ser expostos. Exponham todos eles, não tenham medo. Apoie outras que passam pela mesma coisa. Não acobertem abusos. Não há mais homens que pensam que podem destruir corações e vidas e podem dormir em paz enquanto as vítimas não conseguem dormir. O abuso não deve ficar oculto. Não é um negócio pessoal, é uma epidemia. E ele só se importa com sua imagem e dinheiro. Sua família é bajuladora. Eles só ganham dinheiro com ele e o protegem .Eles permitem que os homens abusivos em suas famílias. E eles deveriam ter vergonha“, dizia um trecho, você pode ler na íntegra aqui.