Juju Salimeni (Foto: Reprodução/Instagram)

A musa fitness, Juju Salimeni, abriu o jogo sobre ter enfrentado a depressão e falou sobre sua vida pessoal. A loira contou que a exposição que vive por ser famosa, foi um fator que contribuiu para que desenvolvesse a doença, mas que com a ajuda da família, ela venceu.

Corpo

Juju contou que na adolescência era bem magra, diferente do corpão musculoso que tem hoje em dia. Por não gostar de ser magrinha, ela decidiu que mudaria sua forma física. “A vida toda fui bem magrinha. Era o meu estilo de corpo, genética. Mas não gostava em mim. Acho outras mulheres magras lindas, mas eu não me sentia bem. Então, queria mudar. Ia ao médico e pedia remédio para engordar, usava duas ou três calças ao mesmo tempo… Por muitos anos, não quis usar saia, shorts ou mostrar as pernas, que eu achava muito finas. Até que alguém me deu uma dica, quando eu tinha 15 anos, de fazer musculação. Foi aí que comecei a mudar meu corpo”, disse à Quem.

A musa revelou que leva uma vida regrada em dieta e alimentação há mais de 15 anos. “Sou regradíssima faz mais de 15 anos. A minha vida é assim, para mim é natural. Por isso que funciona e dá certo. Não vejo nada de ruim em ser musa fitness porque não sinto a cobrança. Estou com o corpo assim porque eu gosto. Vou todos os dias para a academia. Antes eu treinava de fim de semana também, mas agora já me dou ao luxo de descansar. Treino uma hora e 20 minutos por dia. A alimentação é sempre a mesma, só mudo se tem um objetivo diferente, como o Carnaval ou um ensaio. Geralmente é a base de frango, arroz integral, macarrão integral, que coloquei na dieta há pouco tempo, ovos e carnes magras. Antes eu comia muita batata doce, mas peguei uma intolerância, tenho uma dor absurda no estômago. E é isso! Por ter começado a dieta aos 15 anos, tem coisas que eu nunca comi na vida, como rabanada.”


Depressão

“Começou há dez anos quando me vi em uma situação de polêmica, quando as pessoas começam falar muito de um assunto na internet. Sofri um baque. Nem sabia identificar o que era, mas comecei a ter sintomas físicos como taquicardia, não conseguia respirar, me dava sensação de desmaio… Tinha sempre essas crises. Ia para o hospital, eles faziam exames e não tinha nenhum problema, só o coração acelerado. Fui ao psiquiatra, ele me deu a lista de sintomas e eu tinha o coração acelerado, medo de morrer, medo de multidão… Comecei a tratar com remédio. Nunca mais tive crises e consegui me livrar da medicação. Fui viver tranquilamente”, revelou a loira que trabalhou no ‘Pânico e Legendários’.

Juju contou que a exposição contribuiu para a doença: “Com o passar dos anos, por conta da exposição, comecei a me fechar muito. Não acho ruim as pessoas me pedirem foto, mas tem momentos que a gente não quer, quer realmente curtir. Passei a não poder ir mais a lugares que ia, como à praia. Essa restrição foi me afastando de amigos. Eu não era mais eu. Nem sei se sou ainda. Acho que não tem mais como voltar a ter aquela liberdade. Quando fui ver, estava muito isolada, não tinha ânimo de trabalhar, tudo me cansava muito, tinha muito sono, acordava já com sono… Percebi que os sintomas eram a depressão”.

Recentemente, a famosa teve outra crise e contou com o apoio da família para superar os obstáculos. “Faz menos de dois meses que passei por isso. Procurei ajuda do médico, que fez mudanças na medicação. Estou bem. Percebi que a gente tem que fazer pela gente. A ajuda de todo mundo é importante. Tive ajuda de amigos e da minha mãe, mas eu precisava me ajudar sozinha, me salvar”.