Cleo Pires (Foto: Reprodução/Twitter)

Cleo abriu o jogo sobre diversos assuntos da sua vida pessoal, em entrevista a Léo Dias. A atriz falou sobre o seu corpo após engordar, sua compulsão alimentar, filmes pornôs, nos quais é viciada e revelou se posaria nua novamente.

Compulsão alimentar

“Eu entendo há muito tempo o que é a compulsão e via que eu estava ali perto. Me identificava com aquilo. Mas nunca fui a fundo nisso e acho que neste ano eu realmente vi que tinha essa questão: compulsão com a comida. Você está feliz e quer comemorar. Tristeza, alegria, ansiedade, depressão. Não é que é uma desculpa, mas é para onde meu organismo vai. Descobri que tinha muitos gatilhos e que eu acabava indo para um lugar de descontrole total, em forma de autopunição. Não é saudável. Dava prazer, mas não era saudável. Amo comer, mas, quando você perde o controle e aquilo vira um foco, fica doentio e problemático”, afirmou.

Cleo ainda afirmou que não fez terapia para ajudar na compulsão, mas tem pessoas em casa que a apoiam. “Não fiz terapia para a compulsão. Tenho vontade de fazer hipnose. Mas eu tenho melhorado muito. Hoje em dia não tenho vergonha de pedir ajuda. Eu era muito autoafirmativa e me defendia, mas tudo bem, fazia parte. Como mulher, às vezes, você tem que fazer isso para se impor. Mas chegou um momento da minha vida em que eu tive mesmo que pedir ajuda. E eu tenho ajuda. Tenho uma equipe incrível em casa e no trabalho”.


Simbolo sexual e posar nua

A revista em que a atriz posou pelada foi um sucesso, questionada se faria novamente, ela respondeu afirmativamente. “A minha questão não é o corpo e, sim, o momento. Eu faria com este corpo. Eu não sou muito bem relacionada com meu corpo, tem dias em que odeio meu corpo. Mas sexualmente sou muito bem relacionada, sim. Me conheço muito bem e sei o que me dá prazer”.

“Eu nunca me considerei um símbolo sexual. Nunca me achei, mas entendo e sou grata por estar nesse lugar pela visão das pessoas. Mas eu não me coloquei nesse lugar. Eu gosto de nu, de coisas sexies, de ter liberdade com meu corpo. Eu gosto de dinheiro. Tudo isso para mim é o momento da Playboy”, acrescentou.

Sexo e pornô

Cleo contou como está sua vida sexual hoje em dia e falou sobre o vício em vídeo pornô: “Acho que como sempre esteve. Sempre tive fases de muito, fases de pouco, fases de uma pessoa só, fases de várias pessoas. Estou no mesmo lugar. O que tem mudado para mim é o amadurecimento. A questão virou muito mais a troca específica com alguém e não o tesão em si. E a troca vai além do sexo. O sexo de que eu mais gosto e que procuro é quando vira consequência de uma troca com alguém. Não só do meu tesão”.

“O último pornô que eu vi foi há umas duas semanas. Quando eu gostava, era algo mais assíduo. Eu gosto de pornô com história. Isso me excita”, disse por fim.