Chorão
Chorão (Foto: Reprodução/ Instagram)

A viúva do cantor Chorão, Graziela Gonçalves, prestigiou o documentário “Chorão: Marginal Alado”, no cinema do shopping Frei Caneca, nesta terça-feira (22). Além dela, o apresentador Cazé Peçanha e sua esposa também estavam na plateia.

“Acompanhamos a repercussão da morte dele e entendemos que a discussão estava muito maniqueísta”, chegou a falar Felipe Novaes, diretor. “Entendíamos que ele era um personagem com mais complexidade, que merecia um retrato mais aprofundado”, completou.

“Faz quase sete anos que ele morreu e o Charlie Brown continua uma banda que mobiliza as pessoas”, ressaltou. “É difícil dizer a razão, mas é impressionante o poder dele de tocar as pessoas – e isso a vida inteira”, falou ainda. A atriz Carolina Oliveira usou seu Instagram, no meio do ano, para relembrar uma foto com o cantor Chorão.


#tbt da saudade. Não tem nada que pague o sentimento de saber que você é importante pra alguém que é importante pra você”, escreveu. “Esses dias o @alexandreflabrao me mandou essa foto que encontrou no computador do pai dele o Ale/Chorão”.