Cleo
Cleo (Foto: Reprodução/ Instagram)

A atriz Cleo deu uma entrevista no quadro The Walk Show, de Sabrina Sato. Ela, que foi vítima de ‘body shaming’ [vergonha do corpo] recentemente, falou sobre sua vida pessoal e sua carreira de cantora.

“Nem sempre eu sou feliz com meu corpo, mas você merece existir, merece ser feliz. Se você não está com o corpo que queria estar, vai atrás. Não consegue? Dá outro jeito!”, falou.

“Acho chato esse lance de ‘você tem que gostar de como você nasceu’. Por que eu não posso querer construir outra coisa que eu quero ser? Não entendo esse pensamento fechado”, disse ainda a filha de Glória Pires. Cleo lamentou a pressão que recebeu para continuar a carreira de atriz, por causa da mãe. “Eu sentia que não podia existir. Se traça um roteiro sobre o que tem que ser, o que pode falar, o que pode gostar. É um pouco frustrante. Por isso, as pessoas acham que eu era rebelde”, disse.


“Foi difícil entrar para a carreira [de cantora], achei que fosse morrer. Foi um abismo. Pensava que ia frustrar as expectativas de todo mundo. Primeiro eu tive que assumir pra mim, o que foi solitário. Lembro que dizia para minha primeira empresária que não queria ser taxada como atriz, porque no Brasil não existe atriz e cantora”, disparou.