Monique Evans e Cacá Werneck (Foto: Reprodução/Instagram)

Monique Evans abriu o jogo e falou como foi a experiência da sua primeira transa com mulher, que foi com a esposa Cacá Werneck. Segundo a ex-modelo, ela não sabia nada e imitava tudo.

Primeiro Monique contou sobre quando percebeu que estava apaixonada por uma mulher. “Já estava gostando dela. Aí eu falava: ‘Mas estou ensapatando, será? Que coisa mais esquisita!’. Na minha cabeça, ficava pensando: ‘Gente, dar um beijo em uma boca com batom? Como é isso? Gosto de homem. Como é que é gostar de uma mulher?’. Mas foi muito forte”, relatou em entrevista ao Léo Dias.

Sobre o sexo, ela contou: “Falei para ela: ‘Você tem que ir devagarzinho, porque nunca fiz mulher. Nunca tive uma mulher na minha vida. Não sei fazer nada’. E a gente teve um tempinho para aprender certas coisas, digamos assim. O que ela fazia em mim, eu imitava e fazia nela”.


Por fim, em casa por causa da quarentena, Monique foi questionado se sentia parte do grupo de risco. “Não, nem um pouco. Mas é legal ter 63 anos, porque você fura fila lá na hora de entrar no avião, tem preferencial. No banco você não fica esperando”, encerrou.

Leia mais: Monique Evans relembra biquíni diferentão e fãs reagem: “Sempre linda”

Veja também: Monique Evans fala sobre término com Cacá Werneck e afirma: “Me aposentei”