Alinne Moraes recorda compra da primeira casa, aos 17 anos: “Sempre fui forte”

Atriz é um dos destaques de Um Lugar ao Sol

Publicado em 08/12/2021 14:01
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alinne Moras, um dos grandes destaques de Um Lugar ao Sol, na faixa das 21h da TV Globo, fez uma reflexão sobre a sua juventude, e ao contrário da sua personagem na trama, ela conseguiu comprar sua primeira casa, quando tinha apenas 17 anos de idade.

A atriz contou que foi criada pela avó e pela mãe, sem a presença do pai, e que desde muito cedo viveu a chamada ‘emancipação feminina’.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Fui criada por duas grandes mulheres independentes: minha avó, viúva que criou a filha sozinha, e por essa filha, que é a minha mãe, que me criou sem a presença de um pai. Só fui conhecê-lo já adulta. Desde muito cedo, conheci a força da mulher em toda sua complexidade, sensibilidade e potência. Vivi uma forma de emancipação feminina na prática, dentro de casa“, contou.

“Sempre fui forte”

Alinne Moras contou também que sempre foi uma mulher muito forte. “Ao contrário da personagem, sempre fui forte. Saí cedo de casa para trabalhar e, aos 17 anos, comprei a casa própria da minha família“, disse ela.

Alinne Moraes. (Foto: Reprodução/Instagram)

Rivalidade?

Recentemente, Alinne Moraes falou sobre uma suposta rivalidade com Mariana Goldfarb, esposa do ator Cauã Reymond, seu parceiro de cena em Um Lugar ao Sol e ex-namorado.

“A expectativa por rivalidade entre mulheres é natural. Não deveria, mas a sociedade espera por isso. Dá dinheiro para algumas revistas, sites e meios de fofoca. Infelizmente, vende-se muito mais as inimizades do que as amizades. Mas a Mari é tão linda, tão madura para a idade…”, contou ela em entrevista ao Jornal O Globo.

E acrescentou: “Sempre a segui no Instagram, antes mesmo de namorar o Cauã. É uma menina alto-astral e bem resolvida. No ano passado, fomos gravar cenas de ‘Um Lugar ao Sol’ em Praga, e a Mari foi com o marido. Esse contato foi muito importante para o trabalho. O apoio que ela dá ao Cauã é essencial”, disse.

VEJA TAMBÉM: Juliette celebra primeiro prêmio internacional da carreira

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio