Anitta é acusada de apropriação cultural e rebate: “Mudou pra sempre”

Publicado há um ano
Por Paulo Henrique Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Anitta se viu no centro de uma polêmica ao divulgar um teaser do clipe de Muito Calor, sua nova parceria com o rapper Ozuna. A estrela foi acusada de apropriação cultural. 

Na produção, Anitta surge com os cabelos mega cacheados em uma favela do Rio de Janeiro. Nas redes sociais, fãs e haters afirmaram que a estrela teria ‘ficado negra de novo’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ó, ficou negra de novo. Anitta nem esconde que todo clipe em favela ela tem que se apropriar”, afirmou uma internauta, por exemplo. Diante de tal crítica, Anita rompeu o silêncio e se defendeu das acusações. A estrela, que namora Pedro Scooby, afirmou que, quando criança, tinha os fios cacheados. 

“1. “Onda DIferente” é um hit. O clipe foi gravado em Los Angeles. Cantado em português. Tem feat Brasileiro e feat gringo importantíssimo. Estão começando a ouvir fora do Brasil mesmo sendo em português. 2. O único videoclipe MEU gravado em uma favela se chama “Vai Malandra”. Os demais são clipes onde eu fui CONVIDADA como feat assim como esse. 3. O clipe mostra diversos pontos do Rio de Janeiro que o diretor gostou. Dentre eles: escadas da Lapa, Pão de Açucar, Cristo, praias, etc. 4. Quando eu era criança meu cabelo era mais enrolado que esse do vídeo. Eu que meti produto na adolescência e ele mudou pra sempre. 5. Vocês nunca estão satisfeitos”, disparou ela, que está preparando nova música com Maluma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio