Carol Junger sobre relacionamento com José de Abreu: ”Ninguém tem o direito de se meter”

Publicado há 10 meses
Por Beatriz Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carol Junger, 22 anos, abriu o jogo sobre as críticas que recebeu e recebe sobre o seu relacionamento com o ator José de Abreu, 73 anos. Segundo a maquiadora, ela aprendeu a lidar com os comentários negativos e rebateu dizendo que ninguém tem o direito de se meter em seu relacionamento.

”No início, como eu era anônima, quando a notícia veio a público – e foram muitas notícias sobre o namoro – fiquei muito mais chateada. Mas agora lido muito melhor e não me magoa tanto. Sou um ser humano comum, como qualquer outro, tenho sentimentos, tem dias que não acordo bem e quando leio alguma me chateio”, iniciou ela contando à Quem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Mas aprendi a deixar para lá porque essas pessoas não me conhecem, não conhecem meu caráter e muitas vezes também não conhecem o Zé, acham que conhecem por vê-lo na televisão, mas na verdade não. O que me ajuda muito nesses dias é pensar o seguinte: ‘sou adulta, o Zé é adulto, fazemos o que queremos com as nossas vidas e ninguém tem o direito de se meter’. Repito isso para mim mesma e acho que tudo melhora”, acrescentou ela, sobre o ator que trabalhou em A Dona do Pedaço.

Segundo a morena, eles já moram juntos: “Quando nos conhecemos na Praia do Pepê, começamos a conversar, logo ficamos íntimos e fomos viajar. Um mês depois fomos morar juntos na casa dele na Barra”. E garantiu que não tem problemas com a diferença de idade: ‘‘Mas não entre nós dois, e sim para as outras pessoas, porque quando a gente gosta de alguém, a gente não pensa o tempo todo na idade dele. O Zé é uma pessoa muito jovem, eu sou uma pessoa mais cabeça, então a gente não tem problemas de geração”.

Carol e José de Abreu (Foto: Reprodução/Instagram)

Aceitação dos pais

”Eles já sabiam que eu gostava de namorar homens mais velhos e também me criaram dizendo que eu sou adulta, ganho o meu dinheiro e faço o que quero da minha vida. Trabalho desde os 17 anos. Eles até conversaram comigo e tudo mais, mas nunca quiseram impor nada na minha vida. Então foi muito tranquilo com os meus pais”.

 Carol revelou que seu irmão ficou com ciúmes no começo: “Meu irmão mais velho, o Patrick, que ficou bem enciumado, querendo saber mais da história, mas depois que conversei com ele e contei que estava gostando mesmo do Zé e estávamos planejando uma vida juntos, ele ficou muito mais tranquilo”.

“Foi tudo bem tranquilo na minha família e na família dele, meus amigos que ficaram surpresos. Meus amigos mais próximos, que eram umas quatro pessoas, obviamente já sabiam. De resto todo mundo ficou bem surpreso, mas recebi poucos comentários negativos deles”, disse, por fim.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio