Chris Brown culpa Rihanna por ter tê-la agredido em briga que a deixou desfigurada

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2009, um caso chocou o mundo: um dos casais mais populares do mundo pop, os cantores Chris Brown e Rihanna tiveram uma séria briga, que chegou as vias de fato.

Chris agrediu fortemente Rihanna, que ficou com o rosto absolutamente desfigurado e cheio de marcas graves, em imagens que viralizaram nas internet e impressionaram pela violência.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Chris Brown comenta foto de Rihanna e fãs da cantora ficam revoltados

Novamente falando sobre o assunto, o cantor Chris Brown explicou a briga no documentário sobre sua vida, o “Chris Brown: Welcome To My Life”, que será lançado ainda este ano.

Nos trechos divulgados na internet, Brown tenta explicar o que houve, e revela que tentou cometer suicídio devido ao que fez e a repercussão da briga na época.

Ele revelou detalhes de como tudo ocorreu, e acabou colocando a culpa em Rihanna por agredi-la, já que ela teria começado a discussão.

“Ela começou a ficar com raiva. Ela jogou o celular: ‘Te odeio’. Ela começou a me bater em uma pequena Lamborghini. Como eu lembro, ela tentou me chutar, mas aí eu realmente acertei ela. Com o punho fechado, eu dei um soco, e isso quebrou o lábio dela. Quando eu vi, fiquei em choque. Pensei: ‘Merda, porque eu bati nela assim?’”, recordou o cantor.

Na ocasião, Rihanna começou a cuspir sangue nele, o que o deixou com mais raiva. Por isso, ele mordeu o braço da namorada e ainda a empurrou com força, o que gerou ferimentos na cabeça da cantora.

Chris, no entanto, confessa que ainda ama Rihanna, com quem chegou a voltar a ter um relacionamento, em 2013, mas de pouquíssimo tempo.

“Eu ainda amo Rihanna, mas eu vou ser honesto. Nós brigávamos, ela me batia, eu batia nela, nunca estava OK. Sempre chegava o ponto em que nós conversávamos tipo: ‘Que merda nós estamos fazendo’”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio