Descubra curiosidades sobre a vida e carreira do sambista Nelson Sargento

Presidente de honra da Mangueira morreu nesta quinta-feira (27), aos 96 anos

Publicado em 27/5/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nelson Sargento morreu vítima da Covid-19, aos 96 anos, na manhã desta quinta-feira (27). O grande sambista, inclusive, era presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira e autor de grandes sucessos.

Mesmo tendo recebido duas doses da vacina contra a doença nos meses de janeiro e fevereiro, ele foi internado com o diagnóstico há quase uma semana e necessitou de orientação médica, visto que também enfrentou um câncer de próstata anos atrás.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Trajetória

Nelson Sargento, como era popularmente conhecido devido sua curta passagem pelo Exército, se tornou um dos principais nomes do samba, de onde investiu desde os dez anos no morro do Salgueiro. Sua contribuição foi gigante para o surgimento da Acadêmicos de Salgueiro, fundada em 1953.

Ele se mudou aos 12 anos para o morro da Mangueira, e como excelente letrista, desenvolveu composições memoráveis para samba enredo do Carnaval carioca.

Dos 20 títulos conquistados pela Mangueira, Nelson Sargento emplacou dois consecutivos, nos anos de 1949 e 1950, tendo o vice-campeonato conquistado em 1955 com o samba enredo ‘As Quatro Estações do Ano’, uma das maiores de todos os tempos.

Desde 2013, assumiu o cargo de presidente de honra da agremiação carioca da Zona Sul, após a morte de Delegado, morto em novembro do ano anterior. Antes dos dois, ocuparam o posto, nomes como Roberto Paulino, Jamelão, Carlos Cachaça e Juvenal Lopes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio