Deolane Bezerra revela que não se permitiu chorar por MC Kevin: “Queria me mostrar forte”

Advogada abriu o coração e relembrou os momentos de dor

Publicado em 16/05/2022 17:56
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A morte de MC Kevin em maio de 2021 ainda é uma cicatriz aberta na vida de Deolane Bezerra, ex-noiva do funkeiro. Em conversa com o jornalista Lucas Pasin, do UOL, a advogada relembrou as primeiras semanas sem o cantor.

Deolane contou que tentou se manter forte durante os primeiros dias do luto e que não se permitiu chorar muitas vezes pela morte de Kevin.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O luto tem suas fases. Existem momentos que a gente se pega pensando e vê que aquela dor se transformou em saudade. Hoje eu já consigo lembrar de algumas coisas que o Kevin fazia e dou risada. Eu passei 1 ano da minha vida, 365 dias, e tenho certeza que orei todos esses dias“, disse ela.

“Queria me mostrar forte”

E continuou: “Queria me mostrar forte o tempo todo para não ver as pessoas do meu lado sofrendo por minha causa. Emagreci oito quilos. Não conseguia comer. Querendo mostrar que era forte, aprendi a ser forte. Me permiti duas vezes no máximo. Chorei tudo que tinha para chorar em três dias. Foram [dias] de muita angústia. No quarto dia, eu queria chorar mas não tinha mais lágrimas”, contou.

Deolane e MC Kevin. (Foto: Reprodução/Instagram)

Carreira política?

Recentemente, Deolane deixou seus fãs eufóricos nas redes sociais, ao comentar sobre uma provável carreira política. A advogada contou que sempre gostou de política, mas que não se filiou a nenhum partido.

“Eu sempre fui muito ligada em política, sempre gostei muito. Sempre debati muito em redes sociais e em grupos de amigos, só que eu não me filiei em nenhum partido”, disse.

Deolane também citou sua preferência por Lula nas eleições presidenciais. “Nós tivemos uma conversa, discutimos algumas coisas, tirei as dúvidas que eu tinha, até pra continuar apoiando”, contou.

VEJA TAMBÉM: Luisa Mell fratura osso da coluna após convulsão: “Duas semanas de repouso”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio