Dinho Ouro Preto recorda inseguranças e uso de drogas

Vocalista do Capital Inicial falou sobre seu vício em álcool e cocaína no passado

Publicado em 18/10/2021 19:25
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dinho Ouro Preto, cantor de 57 anos e vocalista da banda Capital Inicial, recordou o seu vício de drogas e inseguranças que viveu na carreira, em entrevista ao podcast Podpah. O artista revelou que era viciado em cocaína e álcool, nos anos 90.

“Muito excesso, muita droga. Talvez a frustração de eu saber das minhas próprias limitações, tenha me levado a tentar afogar as minhas mágoas, tentar… Uma anestesia quase”, disse Dinho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA MAIS: Daniel Sabbá, ator e apresentador, sofre grave acidente de moto no Rio

As drogas estavam ligadas à minha percepção de mim mesmo, noção das minhas próprias limitações”, disse Dinho, dizendo ter levado vários anos para que mudasse sua situação. “Desci ao inferno. Fiquei nessa loucura uns três ou quatro anos. É incrível eu ter sobrevivido”, continuou o artista.

Por fim, Dinho disse que sua vida começou a mudar depois que conheceu a esposa, Maria Cattaneo. “Um pouco depois disso eu conheço a minha mulher, que é a minha mulher até hoje. Ela foi a minha salvação. E a partir dali, começo a reconstruir a minha vida do que ela é hoje”, disse o cantor.

CONFIRA: Flávia Alessandra surge de biquíni fio dental ao admirar vista no Egito

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio