Especialista em Fertilidade Érika Nery, fala sobre o novembro azul e a saúde masculina

Publicado em 24/11/2020 17:38
Publicidade

Uma importante mobilização que teve início em 2003 na Austrália, tendo como foco chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que atingem a população masculina, com ênfase na prevenção do Câncer de Próstata.

E foi a partir de 2016, que a Campanha Novembro Azul ganhou mais força, amplificando há aproximadamente 5 anos este alerta permanente aos cuidados da saúde integral dos homens.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde então, novembro tem sido o mês escolhido pelos profissionais da área de saúde como o período ideal para divulgar a promoção da saúde masculina.

A especialista Érika Nery explica que em sua área de atuação quando fala-se de saúde do homem é importante dar atenção sobre a fertilidade masculina, pois de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a infertilidade atinge 15% da população.

Com base nestes dados um a cada cinco casais tem e ou terão problemas para engravidar.

Segundo Érika, contrariando o que é o senso comum, é importante salientar que nem sempre a gravidez ocorre por causas inerentes a mulher. Pois os dados mostram que as causas da infertilidade estão distribuídas igualmente entre homens e mulheres (por volta de 35% cada), 20% a ambos e 10% são provocados por causas desconhecidas.

Ou seja a mesma atenção dada a mulher deveria ser dada ao homem, a mesma investigação feita para a mulher deveria ser feita ao homem. Mas infelizmente, por uma série de fatores este ainda não é um padrão comum. Embora segundo ela já percebe-se mudanças sendo certo que o movimento Novembro Azul vem atingindo ao que foi proposto, o cuidado com a saúde do homem como um todo.

A especialista ainda afirma que ao se tratar da fertilidade é importante ressaltar a necessidade de cuidar do casal, preparando e equilibrando ambos para uma boa fertilidade.

Na visão da milenar Medicina Chinesa, originada na cultura oriental Taoísta, a infertilidade ocorre devido o desequilíbrio dos meridianos, que são canais energéticos onde a energia circular pelo corpo.

Para tal, parte do princípio que tudo que existe na natureza é regido pelas forças Yin e Yang. Simploriamente falando o Yin simboliza o feminino, e o Yang é o símbolo do masculino. A relação Yin e Yang são opostas mas ao mesmo tempo complementares, assim como um casal que se complementam para constituir família e para os que desejam gerar seus filhos, explica Érika.

Como o tema é Saúde Masculina, ela abordou o lado yang da relação como é descrito o homem, pois assim como a mulher quando em desequilíbrio uma série de patologias se manifestam comprometendo a função reprodutora dos mesmos. Tais alterações levam a uma baixa quantidade e motilidade dos espermatozoides, varicocele dentre outras que podem lá na frente interferir na fertilidade do casal.

O ritmo de vida foi se alterando ao longo dos anos provocando desequilíbrios que levaram a apresentar alterações no aparelho reprodutor de parcela significativa dos homens.

Ela relata ainda que a perfeição desse equilíbrio raramente é alcançada e não é isso que a Medicina Chinesa busca, pois o equilíbrio Yin / Yang somos nós que fazemos ao dosarmos nosso ritmo de vida, hora com passos acelerados, hora em ritmo lento.

Sempre procurando buscar uma harmonia, seja com o auxilio de multiprofissionais ou não.

Equilíbrio, essa é a palavra mais coerente quando se fala em medicina chinesa.

Uma boa harmonização do corpo do homem consequentemente trará uma boa fertilidade.

No âmbito da Medicina Tradicional Chinesa e suas técnicas, a Acupuntura se mostra extremamente eficaz, trazendo inúmeros benefícios para saúde masculina, segundo a especialista.

“Na minha área de atuação os resultados são excelentes para aqueles que desejam e estão buscando a paternidade.

Cada dia mais estudos demonstram seus diversos benefícios, dentre eles, estão o aumento da mobilidade, aumento da quantidade e melhora na morfologia dos espermatozoides.

Também percebe-se resultados satisfatórios na disfunção erétil e na varicocele.

Dessa forma, a acupuntura auxilia na melhora dos parâmetros do espermograma assim como no equilíbrio hormonal regulando o eixo hipotálamo, hipofise, gonadal.”

Segundo ela, paralelo ao tratamento é fundamental para os homens que apresentam tais disfunções e desejam ser pais, adotarem mudanças no estilo de vida, inclusive para aqueles que estão submetendo ou pretendendo passar por tratamentos de reprodução assistida.

Ela cita 6 mudanças que contribuirão para melhora da fertilidade:

  1. – Pratica de atividade física – possui ação positiva sobre a saúde humana, sendo capaz de prevenir doenças e contribuir para o bom equilíbrio do corpo. Em se tratando de fertilidade estas devem ser moderadas, evitando os autos índices de intensidade e força que na visão da Medicina Chinesa desequilibram o corpo.

Nos homens, o excesso de exercícios físicos, podem provocar um desequilíbrio hormonal, interferindo tanto na quantidade quanto na qualidade dos espermatozoides. Por outro lado o sedentarismo pode gerar estagnação de energia contribuindo para surgimento dos quadros como varicocele.

  1. – Dietoterapia chinesa – técnica da Medicina Chinesa que prioriza o valor energético do alimento, o sabor e a temperatura.

Certos alimentos irão contribuir para o equilíbrio do corpo, aumentando a qualidade de óvulos e espermatozoides.

Para os homens ela sugere acrescentarem em sua dieta os alimentos que na visão da Medicina Chinesa tem o poder de auxiliar na melhora da qualidade dos espermatozoides:

Feijão preto ou feijão azuki Algas

Gergelim preto Salvia

Amora branca Roma

Ovo de galinha Uva

No caso dos que apresentam baixa motilidade de espermatozoides de uma forma geral acredita-se que exista uma necessidade de equilibrar o meridiano do rim e do baço. Auxilia para tal o consumo destes:

Inhame Cenoura Beterraba Gengibre Tâmara Damasco Cardamomo Erva doce

Nos quadros de varicocele, de uma forma geral serão bem-vindos alimentos que fazem a energia do meridiano do fígado circular, principalmente nos órgãos genitais:

Camomila Açafrão Alcachofra Espinafre Brócolis Almeirão

  1. – Deve se evitar o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, pois para a Medicina Chinesa a ingestão de bebida alcoólica principalmente a destilada, são capazes de gerar um quadro chamado de calor interno, piorando quadros de varicocele e a qualidade dos espermatozoides.
  1. – Sono adequado. Estes quando não dormem bem possuem desequilíbrio no sistema hormonal e canais energéticos que regem diretamente a fertilidade. Indicado adotar uma rotina de sono antes das 23h mantendo no mínimo 8 horas de sono diariamente.

5- Evitar o estresse, uma vez que fisiologicamente os picos de grande estresse podem causar reações que afetam funções testiculares. A Medicina Chinesa explica tal alteração pelo fato de gerar um desequilíbrio do meridiano do coração e do rim que são responsáveis pela regulação do eixo- hipotálamo – hipofise – gonadal, podendo interferir na qualidade dos espermatozoides.

Para auxiliar na redução do estresse, a especialista indica o consumo do Chá de Melissa – que atua no meridiano do coração e rim, contribuindo para trazer uma sensação de tranquilidade e serenidade.

Recomenda consumir uma a duas xícaras ao dia.

Ela ainda indica fazer um delicioso escalda pés que trará a sensação de calmaria e serenidade reduzindo a ansiedade nesses momentos.

6 – Evitar sempre que possível os poluentes químicos. Não é novidade que os efeitos dos poluentes químicos são nocivos a nossa saúde.

Os famosos disruptores endócrinos são uma categoria de poluentes ambientais que interferem nas funções do sistema endócrino.

Érika Nery afirma que nos seus quase 14 anos de atuação no tratamento da infertilidade, fica cada dia mais evidente, o desequilíbrio de vários meridianos que interferem diretamente na saúde reprodutiva do casal.

Em suma estas foram abordagens simples que trazida pela renomada especialista que com certeza poderão fazer a diferença na saude reprodutiva de muitos casais.

Ela finaliza torcendo para que este como os demais Novembros Azuis toquem cada dia mais os homens da importância do autocuidado, do auto amor, autorresponsabilidade com sua saúde no todo.

E conclui com uma esta frase: “Para ser fértil, antes é preciso ter saúde e principalmente ser feliz!”

Acompanhe a Erika Nery no Instagram:
https://instagram.com/espacoerikanery

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio