Ex-segurança de Britney Spears diz que cantora recebia ‘coquetel de drogas’ semanalmente

Fernando Flores foi contratado para cuidar da segurança da cantora em 2010

Publicado em 19/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O nome de Britney Spears continua sendo assunto na mídia por conta do processo envolvendo sua tutela. Desta vez, Fernando Flores, ex-segurança da cantora, disse em declaração ao jornal The Sun, que a artista recebia semanalmente, um ‘coquetel de drogas’ para tomar.

O rapaz, de 40 anos, explica que os medicamentos chegavam sempre às sextas-feiras e que, diante da situação, Britney chorava frequentemente por conta da relação com o pai, Jamie Spears.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu queria explicar [para Britney] o que era tudo aquilo – três medicamentos antipsicóticos e pílulas anticoncepcionais. Ela ia de sã à conversa sobre universos paralelos”, disse Fernando, que foi contratado para cuidar da segurança da cantora em 2010, um ano após James Spears ser declarado tutor da filha.

O ex-segurança da artista comentou ainda, sobre a relação de Jamie com filha durante os oito meses que ficou no cargo. “Ele ligava três ou quatro vezes por dia para se certificar que tudo estava indo bem. Se ela queria algo, ela tinha que pedir sua permissão. Ela passava os dias assistindo TV ou malhando. Quando estava triste, ela chorava ouvindo It’s A Man’s World”, disse ele, citando a canção de James Brown, que fala sobre um mundo controlado por homens.

Free Britney Spears

O caso envolvendo a tutela de Britney Spears vem ganhando cada dia mais repercussão na mídia. Nas redes sociais, os fãs criaram o movimento ‘Free Britney’, pedindo pela liberdade da cantora. No dia 23 de junho, a artista prestou depoimento pela primeira vez, na batalha judicial pela sua tutela, contra o pai Jamie Spears.

Em seu longo relato, divulgado pela revista Variety, Britney disse no tribunal que tem DIU para não engravidar e que não tem permissão para removê-lo. Ela contou ainda, que era dopada com lítio e que deseja processar a família por tudo que o fizeram com ela durante os últimos 12 anos de “exploração”.

Britney Spears comentou também, que Jamie e sua mãe, Lynne, haviam se aproveitado dela para controlar sua vida. “Meu pai e qualquer pessoa envolvida nesta tutela, que desempenhou um grande papel em me punir, eles deveriam estar na prisão. Eu nem bebo álcool. Eu deveria beber álcool, considerando o que eles fazem meu coração passar”, disse ela durante a audiência.

“Quero me sentir ouvida … [e que as pessoas] entendam a profundidade, o grau e o dano que me causaram naquela época. Eu quero mudanças, eu mereço mudanças. Disseram-me que precisava ser avaliada novamente. Senhora, não sabia que poderia fazer uma petição ao fim da tutela. Eu honestamente não sabia disso. Honestamente, não acho que deva a ninguém ser avaliado. Já fiz mais do que suficiente”, completou.

Novo advogado de Britney Spears

Na última quarta-feira (14), a juíza Brenda Penny autorizou que Britney contrate o advogado Mathew S. Rosengart, que ela já havia escolhido anteriormente, para cuidar de seu caso.

De acordo com informações do New York Times, esse advogado que é muito conhecido em Hollywood e antigo promotor federal, certamente irá tomar uma postura mais agressiva em relação ao fim da tutela da cantora. A indicação do profissional para Britney, veio da cantora Madonna.

Britney Spears e Madonna (Foto: Reprodução)

VEJA MAIS: Britney Spears não consegue se livrar de tutela do pai

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio