Fã idosa de Anitta abre processo contra ela e Netflix; entenda

Cantora e plataforma de streaming, estariam sendo processados por Dona Maria Ilza de Azevedo, uma fã idosa que aparece no documentário

Publicado há uma hora
Por Luan Henrique
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Anitta foi alvo de mais uma polêmica. Desta vez, devido a um episódio de sua série “Anitta: Made In Honório”, que estreou na Netflix em dezembro de 2020. De acordo com a jornalista Fábia Oliveira, do portal O Dia, Dona Maria Ilza de Azevedo, uma fã idosa que aparece no documentário, teria aberto um processo contra a cantora e a plataforma de streaming.

No episódio, a idosa foi apresentada como se tivesse “invadido” a casa de Anitta, entrando sem permissão após um erro de segurança. A senhora argumenta que diversas pessoas fizeram ‘piadas’ de sua aparição e alguns, inclusive, teriam questionado sua sanidade mental. Os advogados da idosa afirmam ainda, que ela não deu autorização para o uso da sua imagem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Autora vira o motivo da indignação e o quadro do qual ela aparece passa a ter grande importância no documentário, dando a entender que sua entrada na casa, devidamente autorizada, foi uma ingrata surpresa – um erro – do qual a Autora aproveitou-se para burlar regras, de forma clandestina, tanto é que esta chega a discutir com seus funcionários. Neste momento a Autora é transformada em uma ‘cara de pau’ que conseguiu entrar na casa da famosa Anitta, passando a ser achincalhada pelo mundo a fora, tendo em vista que Anitta é uma ‘estrela global’”, afirma um trecho dos argumentos. 

Ao saber de sua aparição na série, Dona Maria Ilza estava internada na CTI por conta de complicações da Covid-19. Os advogados da idosa dizem que ela acabou se tornando uma atração do hospital, em que estava hospitalizada, colocando em risco sua saúde, além do abalo psicológico.

O processo foi aberto no dia 18 de dezembro e o juiz decidiu, em liminar, que não era um caso urgente. Além disso, o magistrado negou, no dia 19/12, o pedido de retirada do documentário do ar. Por fim, na véspera de natal, dona Ilza desistiu da ação alegando “um erro material na qualificação da autora, pois seu endereço encontra-se localizado na cidade de Macaé.” Apesar disso, a ação ainda não foi extinta, informa o site.

Anitta e Dona Maria Ilza de Azevedo (Foto: Reprodução/Netflix)

Até o momento, Anitta não se pronunciou sobre o ocorrido. No entanto, na época em que a série estreou, a cantora usou seu Instagram para falar sobre o caso, deixando claro que não gosta de tais visitas em sua casa. Confira:

VEJA MAIS: Anitta rebate seguidor que apontou suposto affair com Nego do Borel: “Falaria se tivesse”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio