Família de Gugu Liberato repudia supostos áudios vazados do filho do apresentador

Publicado há 8 meses
Por Karla Sthéfany Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Através de uma nota divulgada, a assessoria do Gugu Liberato falou que os supostos áudios vazados do filho do apresentador, João Augusto, é crime, já que se trata de “notícias difamatórias, inverídicas e da divulgação criminosa de dados e provas protegidos por segredo de Justiça”.

A confusão começou quando portais veicularam áudios em que um garoto chamado João diz ter recebido ameaças de Rose Miriam, mãe de João Augusto. “Nos últimos dias, a divulgação de um áudio atribuído a seu filho, João Augusto Liberato, superou o limite do comportamento ético e o respeito a valores humanos. O segredo de justiça foi imposto pelo Poder Judiciário e Ministério Público justamente para preservar a intimidade dos filhos e menores envolvidos”, falou o comunicado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“As sucessivas e reiteradas quebras de sigilo judicial vem sendo objeto de investigações criminais, também sigilosas, por parte do Poder Judiciário e Ministério Público, não só para resguardar os direitos dos menores, mas por afrontar diretamente toda a credibilidade e segurança do sistema de justiça brasileiro”, disse ainda a nota.

Vale lembrar que o famoso deixou sua herança para os três filhos, João, Marina e Sofia, além dos seus sobrinhos. Porém, a viúva de Gugu alega que tem direito à herança, por conta da união estável que teve com ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio