Famosos se manifestam após Bolsonaro associar vacina da Covid-19 à AIDS

Celebridades repudiaram a declaração mentirosa do atual presidente do Brasil

Publicado em 25/10/2021 15:24
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Diversos famosos se manifestaram em suas redes sociais nesta semana, após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), associar, durante uma live, a vacina da Covid-19 à AIDS. Na ocasião, ele leu uma notícia fake que dizia que as pessoas no Reino Unido que foram vacinadas com as duas doses do imunizante estavam adquirindo AIDS, algo que já havia sido refutado pela OMS.

Diante da declaração do presidente, inúmeras celebridades e personalidades famosas da mídia repudiaram a informação mentirosa do político e se pronunciaram em suas redes sociais. Além disso, o Facebook também retirou do ar, a transmissão realizada pelo presidente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Taís Araújo, por exemplo, repostou no Twitter, uma publicação feita pela doutora Jaqueline Goes, biomédica que coordenou a equipe responsável por sequenciar o genoma do COVID-19 48h após o primeiro caso no Brasil. Na publicação, ela destaca: “Vacinas não causam AIDS”.

“Vou compartilhar aqui também por motivos de informação necessária. Com as palavras de quem REALMENTE entende de ciência. A Dra. Jaqueline Goes é APENAS a biomédica que coordenou a equipe responsável por sequenciar o genoma do COVID-19 48h após o primeiro caso no Brasil. Ela trabalha com ciência, evidência e estatística, não com achismo ou fake news. Precisamos dar coro a ESSAS vozes.”, afirmou a atriz.

No Twitter, o ator Marcelo Serrado definiu a declaração de Bolsonaro como “inacreditável”.

Já a cantora Zélia Duncan, compartilhou uma matéria sobre a fala do presidente e escreveu “criminoso”. Em seguida, a artista postou um novo tweet dizendo: “Os totalmente imunizados são os que vão levar a vida do planeta adiante. O resto é a desonestidade desesperada e criminosa de um sujeito desprezível.”

No Instagram, as atrizes Giovanna Ewbank e Samantha Schmütz também compartilharam a postagem feita pela doutora Jaqueline e manifestaram indignação com a declaração mentirosa de Bolsonaro.

“Quanta ignorância um presidente falar uma mentira dessa gravidade, esse cara é um desserviço para a humanidade! Acreditem na ciência”, escreveu Samantha.

Já Ewbank, agradeceu pela informação publicada pela biomédica e repostou o texto que diz: “Nesse perfil, trabalhamos com evidência científica (com significância estatística, diga-se de passagem). Eu eu tenho visto cada postagem citando números de efeitos adversos, óbitos e abortos, sem levar em consideração o número total de vacinados no mundo… aí fica fácil falar mal da vacina. Estudar que é bom, nada! Ouvir quem estudou, menos ainda… Mas ser anti-vax hoje é cool… espalhar fakenews também…”, escreveu.

VEJA MAIS: Wagner Moura detona Bolsonaro em entrevista: “É uma tragédia”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio