Globo finalmente se manifesta após agressão a cinegrafista e William Bonner ler comunicado

Depois de um dia de atraso, comunicado da emissora foi lido pelo jornalista no Jornal Nacional

Publicado em 14/10/2021 00:06
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

William Bonner, âncora do Jornal Nacional, leu um comunicado da emissora após a agressão que o cinegrafista da Globo News sofreu no feriado (12). A emissora ainda não tinha se manifestado.

“A Globo repudia a agressão sofrida por Leandro Matoso, um profissional exemplar, e se solidariza. A emissora está tomando as medidas legais para apoiá-lo e neste caso segue sempre o protocolo para garantir a segurança de seus jornalistas. A Globo continuará fazendo o jornalismo de qualidade que a caracteriza com independência e correção”, diz a nota.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jornalista Mauricio Stycer percebeu o atraso da emissora carioca sobre o caso. A Globo se manifestou alegando que não divulgou as agressões em seus telejornais porque não tinha “imagens do ato da violência”, disse a nota da emissora.

William Bonner apenas leu o comunicado, mas não exibiu as chocantes imagens do profissional ensanguentado. 

Agressão no feriado

Leandro Matozo, cinegrafista da Globo News, estava em Aparecida, interior de São Paulo, para fazer a tradicional abertura do feriado da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. De repente, um professor de escola pública viu a equipe da Globo e deu uma cabeçada no rosto de Leandro, que ficou ensanguentado. 

LEIA MAIS: Tadeu Schmidt se encontra com Boninho e faz post misterioso sobre o BBB22

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio