Glória Maria relembra início da carreira e luta contra o racismo: “Vida que segue”

Publicado há um mês
Por Luís Gusttavo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em plena véspera do Dia da Consciência Negra, a jornalista Glória Maria resolveu atualizar as redes sociais nesta quinta-feira (19), e publicou um verdadeiro ‘TBT’, relembrando o início da carreira, ainda atuando como repórter da Globo, por volta da década de 1970.

Hoje apresentadora do Globo Repórter ao lado de Sandra Annenberg, a premiada profissional se auto intitulou como uma “presença quase solitária” na televisão naquela época, e relembrou a polêmica que emplacou há alguns meses, onde criticou o “politicamente correto”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem papas na língua, Glória destacou que em sua época, defendia o combate ao racismo “sem precisar de likes”. “#Tbt na semana da consciência negra muito orgulho de lembrar um tempo em que eu era uma presença quase solitária no telejornalismo e minha posição simples e direta de combate ao racismo não precisava de likes. Vida que segue!”, escreveu, na legenda.

VEJA MAIS: Ator Charles Daves revela que vive relacionamento a três

Em entrevista à jornalista Joyce Pascowitch, quando questionada sobre assuntos polêmicos, como assédio e preconceito racial, ela disparou que acha tudo um saco, além de ter dito que assédio é algo que fere e é grosseiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio