Gusttavo Lima se pronuncia sobre polêmica investigação de cachê de show

'Embaixador' será investigado pelo Ministério Público após receber R$ 800 mil para show em São Luiz (RR)

Publicado em 26/05/2022 13:40
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A equipe de Gusttavo Lima quebrou o silêncio em torno da polêmica acerca da investigação que o Ministério Público de Roraima (MPRR) realizará, após o cantor receber em torno de R$ 800 mil da prefeitura de São Luiz, para fazer um show na cidade, que possui apenas 8 mil habitantes.

Em nota enviada para a coluna de Leo Dias, do portal Metrópoles, a equipe jurídica do cantor sertanejo e marido de Andressa Suita afirmou que não compactua com “ilegalidades cometidas por representantes do poder público, seja em qualquer esfera”, além de que “toda contratação do artista por entes públicos federados, são pautados na legalidade, ou seja, de acordo com o que determina a lei de licitações”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

+ Felipe Neto alfineta Gusttavo Lima por investigação judicial: “Hipocrisia”

“Portanto, qualquer ilegalidade cometida pelos entes públicos, seja na contratação de show artísticos ou qualquer outra forma de contração com o setor privado, deverá ser fiscalizada pelo Tribunal de Contas e se apurada qualquer ilegalidade, deverá ser encaminhada para a Justiça competente para julgar o ilícito eventualmente cometido”, diz a nota da equipe de Gusttavo Lima.

Apesar de ser alvo da investigação, o show do ‘Embaixador’ deve ocorrer em dezembro, com apresentação de outros artistas como a cantora Solange Almeida e a dupla Cesar Menotti e Fabiano. Em tempo, o Ministério Público ainda não informou quando deve ser iniciado os trabalhos, mas a prefeitura local recebeu um prazo de 10 dias para envio de resposta.

VEJA MAIS: Gusttavo Lima desabafa sobre doença após cirurgia às pressas: “Estava me matando”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio