Jojo Todynho é atacada, se revolta com evangélicos preconceituosos e rasga o verbo

A cantora foi criticada após dar sua opinião na polêmica envolvendo Bruna Karla

Publicado em 21/06/2022 10:40
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cristã, Jojo Todynho se pronunciou sobre a polêmica envolvido Bruna Karla, que condenou casamento gay e acabou sendo atacada por evangélicos em suas redes sociais. Por esse motivo, decidiu rebater os comentários e não poupou palavras para se defender.

Depois de falar sua opinião sobre a polêmica, a cantora foi acusada de querer se aparecer com a história e se revoltou com a acusação. Além disso, Jojo declarou que, o Brasil é um país racista e preconceituoso, e por esse motivo, não pode deixar situações como essa passar em branco, sem conscientização.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu não preciso subir nas costas de ninguém. Mas não sei se as pessoas vivem no país das maravilhas ou estão insanas. Vocês se esqueceram do país em que vocês vivem? Será que vocês não veem o jornal?”, iniciou, revoltada.

Veja mais: Gkay rebate críticas por comprar artigos de luxo e relembra perrengue do passado: “entregava panfleto no sol”

A cantora continuou: “Nós vivemos num país preconceituoso, racista, que as pessoas levam tudo ao pé da letra. E a gente tem que pensar no amanhã, no que uma palavra pode causar. E quando têm pessoas que confirmam seu pensamento maldoso. Falando, agredindo fisicamente ou verbalmente, porque outras pessoas têm opinião diferente da dela. Vivem uma vida diferente da delas”.

Jojo, que frequentava igreja evangélica até um tempo atrás, declarou que, para ela, o preconceito não é o verdadeiro evangelho e que os cristãos devem semear o amor e não o preconceito. “O verdadeiro Evangelho não é semear ódio, é falar do amor de Deus. Estão esquecendo de algo que tem na Bíblia, o livre arbítrio. A sua conta você vai prestar com Deus”, acrescentou.

Para finalizar, a cantora mandou um recado para Bruna Karla, pedindo para que a cantora gospel celebre o amor e não o preconceito. E mais uma vez reforçou que, não precisa da polêmica para aparecer na mídia.

“Ela como adoradora de Cristo, deveria falar do amor de Deus. Todo momento que você coloca para fora algo que esteja enraizado dentro de você, é preconceito sim. A tantas maneiras de você falar do amor de Deus e pregar sobre o seu ministério. Você vai dar força para as pessoas que já fazem maldade, já atacam. Uma coisa que eu menos preciso é subir nas costas de Bruna Karla ou de qualquer outra pessoa. Porque a minha conta, eu vou prestar com Deus”, finalizou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio