Auge

Jornalista da Globo elogia novela de Vladimir Brichta e Juliana Paes na Netflix

Patrícia Kogut, do jornal O Globo, comentou sobre a nova novela da Netflix

Publicado em 09/07/2024 23:47
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Patrícia Kogut, crítica do jornal O Globo, no último domingo (07), se redeu a novela Pedaço de Mim, da plataforma Netflix, com Vladimir Brichta e Juliana Paes nos papéis principais.

A história acompanha a batalhadora Liana (Juliana Paes) que sonha em se tornar mãe. Ela descobre algumas traições do seu marido, Tomás (Vladimir Brichta), ao mesmo tempo que sofre um estupro. Acontece que ela acaba engravidando e o mistério acontece. Um dos filhos é do estupro, o outro do seu marido. O nome é superfecundação heteroparental, assunto que nunca foi abordado em novelas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA AGORA: Noveleiro, Chay Suede relembra novela problemática de Fernanda Torres

“Juliana e Vladimir Brichta, que faz seu marido, são grandes razões para o público se sentir “em casa” de cara. Mas não as únicas. O texto bem construído leva a assinatura de Ângela Chaves — autora que tem no currículo, entre outras tramas, “Éramos seis” e “Os dias eram assim”. E a direção artística é do competentíssimo Maurício Farias, que, durante muitos anos, esteve à frente de “A grande família” e, mais recentemente, de “Um lugar ao Sol”, diz um trecho da crítica.

A jornalista também reforça que a estrutura de Pedaço de Mim é de uma novela, mesma a plataforma de streaming intitulando como série.

“Pedaço de mim” tem a estrutura de uma novela. Por exemplo, cada acontecimento importante para o enredo vem seguido de uma repercussão, ou seja, os personagens comentam, explicam e reiteram o que se passou. E mais: num único capítulo, vimos uma cena de paixão, um menino com uma doença grave, um personagem com a cabeça enfaixada e alguém dizendo uma frase feita (“a vida é um sopro”)”, comentou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio