Karol Conká reflete sobre ataques e ‘cancelamento’ na web

Cantora teve o maior índice de rejeição da história do programa

Publicado em 23/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Karol Conká ainda tem sentido os reflexos de sua conturbada passagem pelo Big Brother Brasil 21, da TV Globo. A rapper saiu rejeitada da casa, com o maior índice de rejeição da história do programa no Mundo e amplamente ‘cancelada’ nas redes sociais.

Durante uma conversa no podcast Mano a Mano do rapper Mano Brown, no Spotify, a cantora refletiu sobre os ataques que sofreu e também sobre o seu tão comentado, cancelamento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Só conversas profundas como a que tivemos são capazes de trazer a devida perspectiva para questões complexas como a cultura do cancelamento, da qual me tornei um ícone”, refletiu ela.

E acrescentou, falando sobre o espaço recebido: “Numa época em que a comunicação é tão rápida e fragmentada que mal conseguimos absorver seu conteúdo, espaços de reflexão como os que propõe o “Mano a Mano” são um verdadeiro oásis”, disse.

Karol Conká. (Foto: Reprodução/Instagram)

Polêmicas do BBB21

Em conversa com Thelma Assis, vencedora do BBB20, Karol Conká conta que, quatro meses após o fim do programa, está mais centrada e calma.

“Sim, estou me tratando. É importante, ainda continuo revendo muitas coisas, apesar de terem passado quatro meses. Ainda estou no processo de me entender. Eu sou muito profunda, intensa, vocês perceberam. Estou seguindo o autoconhecimento. Ainda estou digerindo, tratando camadas que me levaram a ter descontroles, a ter atitudes que jamais teria feito, que me envergonho muito”, disse ela.

“Mas hoje, consigo sorrir. Eu passei muito tempo sem fazer isso. Sempre fui muito sorridente e passo horas do meu dia séria, com a cabeça mais serena. Ainda não voltei ao meu normal e não voltarei. E isso é bom. Porque se fosse a mesma pessoa do ano passado, ou de quatro meses atrás, não teria evoluído nada. E estou gostando desse processo”, contou.

“Não me arrependo de ter entrado no BBB. Me arrependo de não ter olhado mais para mim. Talvez não teria entrado nesse momento, ou ido com outra atitude, sem dor, ou chateação. A verdade é que estava há dois anos deprimida. Já não estava bem para entrar em um ambiente estressante. Eu queria uma aventura, vontade de viver”, concluiu.

VEJA TAMBÉM: Maria Joana revela ajuda do marido em processo de recuperação após lesão na tíbia

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio