Ludmilla comemora o fim da transição capilar: “Libertador”

Publicado há um mês
Por Beatriz Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ludmilla cedeu uma entrevista à Bia Rohen, da revista Quem e falou sobre o fim da sua transição capilar. Segundo a famosa, com o seu cabelo natural, ela espera inspirar outras mulheres e afirmou que a sensação é libertadora.

Me sinto muito orgulhosa. Fico bastante feliz de saber que posso inspirar a liberdade de outras meninas, assim como sei que posso dar força a outras pessoas. A caminhada até aqui foi bem desafiadora, então quando percebo que posso inspirar alguém, isso me dá mais fôlego para continuar e também uma sensação de gratidão, de que estou fazendo as coisas de maneira correta e com muita verdade”, disse Ludmilla.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora afirmou ainda que representatividade é importante e que sendo uma mulher negra, LGBTQ+ e funkeira, consegue inspirar ainda mais mulheres. Além disso, Ludmilla afirmou que após mostrar seu cabelo natural, os fãs puderam ver mais da pessoa que ela é do que apenas uma artista.

“[…] Com a transição capilar mostrei para todos como é o meu cabelo natural. Naquele momento, percebi que as pessoas me viram de uma outra forma, uma coisa mais pessoal, humana mesmo. Antes era uma concepção mais fã e ídolo. Quando revelei como eu era e entendi que posso fazer o que quero com meu cabelo, vi que posso inspirar. Foi libertador”, finalizou.

Em tempo, Ludmilla foi chamada de ‘maconheira’ por uma vereadora e resolveu rebater o comentário dizendo que maconheira não é um xingamento, porém, disparou para a mulher que usar a sua imagem indevidamente dá processo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio