Marcelo Adnet diz ‘não ter vergonha’ de revelar que foi abusado na infância

Publicado há 8 meses
Por Paulo Henrique Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcelo Adnet participou do programa Saia Justa, exibido na noite desta quarta-feira (15) no canal por assinatura GNT, e disse não ter vergonha de revelar que foi abusado sexualmente na infância.

“Eu teria vergonha de dirigir bêbado, de avançar sinal vermelho, de não pagar impostos. Não tenho vergonha de ter sido vítima de abuso”, disse o humorista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último final de semana, Marcelo contou em entrevista à revista Veja, que foi abusado sexualmente duas vezes na sua infância. O crimes, segundo Adnet, ocorreram quando entre tinha 7 e 11 anos – cometidos por um caseiro e um ‘amigo’ da família.

“Fui abusado sexualmente duas vezes, aos 7 e aos 11 anos. Na primeira, nem sabia o que era sexo. O caseiro do lugar onde eu passava as férias começou a se aproximar de mim e pedir favores. Ele me chantageava dizendo que, se contasse algo a qualquer pessoa, meu cachorro morreria. Eu era muito ingênuo. Um dia, quando só estávamos eu e ele em casa, foi para cima de mim. Senti uma dor imensa, mas durou pouco porque meus parentes, que tinham ido ao mercado, voltaram para buscar a carteira. Mais tarde, o pesadelo se repetiu com um amigo mais velho da família. Ele não chegou a consumar o ato, como o caseiro, mas me beijou e passou a mão no meu corpo. Foram dois episódios difíceis”, contou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio