Marcos Mion desabafa sobre sequela da Covid-19: “sem fôlego”

O apresentador do "Caldeirão" confessou que precisou disfarçar nas gravações para não transparecer a falta de fôlego

Publicado em 08/06/2022 23:53
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcos Mion, apresentador, usou a rede social para mostrar que mesmo retomando as gravações do Caldeirão, ainda não se livrou completamente da Covid-19. Inclusive, Mion admitiu que as sequelas ainda persistem da doença.

“Primeiro treino de pernas depois da Covid. Para quem já pegou essa doença, o fôlego também demorou a voltar ao normal? Loucura isso. Que loucura”, comentou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sem fôlego”

Em outro trecho, o apresentador comentou sobre os bastidores do Caldeirão e afirmou que enfrentou dificuldades. “Gravei dois programas e aí eu comecei com aquela energia. Lá em cima e cheio de gás. No meio do meu texto inicial eu já estava sem fôlego e quando a câmera cortava para apresentar os jurados, puxava o ar dos pulmões para poder seguir com a produção”, revelou.

Assim que melhorou da Covid, Marcos Mion usou a rede social para mostrar que a doença não bateu fácil nele, alertou internautas e exaltou as vacinas.

“Eu tive uma sensação de ansiedade ao ver que eu não tava bem a ponto de postar feliz, vivendo minha vida normal, “só esperando o Covid passar” como vi tantos fazendo e fiquei com receio de passar adiante para outras pessoas essa sensação ruim. Fato é que eu poderia claramente fingir que tava ótimo e passar essa imagem, mas nossa relação de transparência aqui não aceita essas mentiras sociais. Então eu falo a real”, explicou. 

LEIA MAIS: Insistente, Felipe Neto volta a alfinetar Tiago Leifert: “não conhece o meu trabalho”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio