Marcos Oliveira, o Beiçola de A Grande Família faz desabafo sobre dificuldade financeira: “Preciso trabalhar”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcos Oliveira, 69 anos de idade, conhecido nacionalmente por ter vivido o Beiçola de A Grande Família da TV Globo, participou do Melhor da Tarde na Band nesta sexta-feira(30) e abriu o jogo sobre sua vida financeira.

O ator falou das dificuldades que vem enfrentando nesse período de pandemia, sobre as ‘ajudas’ que recebe de amigos e revelou que não gosta de ‘viver de caridade’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não gosto muito dessa coisa de esmola, não é legal. Não vim ao mundo pra viver de alface, de viver de salada. Eu quero produzir, eu preciso trabalhar. Já tomei a primeira dose, vou tomar a segunda. Mas queria que todos tomassem para a gente poder produzir, mas os caras [o governo] não querem. É uma loucura”, desabafou ele à Cátia Fonseca.

Marcos comentou que não deseja mais pedir dinheiro aos amigos e que sua maior vontade no momento, é trabalhar. “Trabalhar é minha alma, não aguento mais pedir ‘me vê uns R$ 500,00, uns R$ 600,00. Tô fazendo locução, um amigo meu do Paraná que me ajudou a fazer uma locução. Tô com o Ruan, um produtor aqui do Rio, que me ajudou a fazer uns merchan. Tem um amigo que me ajuda lá de Portugal com dinheiro. As pessoas estão me ajudando, mas chegou num limite que não dá mais, entendeu? Tenho eu e minhas três cachorras, que eu não me livro de jeito nenhum. Vou pra debaixo da ponte, mas vou com as minhas filhas. Não vou abandonar elas”, afirmou ele.

Marcos Oliveira, o Beiçola no Melhor da Tarde. (Foto: Reprodução/Band)

VEJA TAMBÉM: Juliana Caetano revela quanto demora para chupar saco

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio