Marjorie Estiano recorda carreira de cantora e sucesso da ‘Vagabanda’

Atriz relembrou sua trajetória no mundo da música de 2004 a 2005

Publicado em 28/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marjorie Estiano, atualmente no ar com sua personagem Manuela, na reprise de ‘A Vida da Gente’, recordou durante participação no podcast ‘Novela das 9’, sobre sua carreira de cantora e o sucesso da ‘Vagabanda’, grupo musical formado na época da quarta temporada de ‘Malhação’.

Apesar da banda fazer parte da trama, o sucesso acabou sendo tanto, que a repercussão foi além dos telespectadores da novela juvenil. “Mexeu com uma geração”, define a atriz, que na época interpretou a personagem Natasha, juntamente com Gustavo (Guilherme Berenger) e Catraca (João Velho).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não tinha audição, não era para a banda ter destaque, não era para ter música… era só para constar que eles tinham uma bandinha de garagem ali. Mas informalmente eu falei que gostava de cantar, que tinha trancado uma faculdade de Música. O produtor musical, Victor Pozas, gostou, curtiu a ideia, e aí ele começou a compor músicas para a banda, e eu comecei a cantar. O vocalista da banda seria o Guilherme Berenger, que fazia o Gustavo. E aí eles acabaram colocando a Natasha cantando, as músicas começaram a fazer muito sucesso entre os adolescentes.”, disse a famosa.

Vagabanda (Foto: Reprodução/TV Globo)

Marjorie Estiano fala sobre carreira de cantora

Após isso, a artista chegou a se lançar como cantora, com direito ao hit ‘Você Sempre Será’, que dominou as rádios do Brasil em 2005 e ainda continua na memória dos fãs. Entretanto, diante da evolução de Marjorie Estiano como atriz, sua carreira no mundo da música acabou ficando de lado. No entanto, ela afirma que nunca descartou sua paixão pelo universo musical.

“Eu estudo, eu gosto, canto por prazer, penso em elaborar alguma coisa sem uma expectativa. No momento em que eu estou agora com a música é muito intuitivo e livre.”, destacou a famosa.

“Eu sigo ainda nesse processo de autoanálise. Continuo aqui, dentro da minha trajetória, descobrindo, tentando entender o que me cabe, do que eu gosto, como me colocar, como pensar musicalmente… Então estou aqui no meu lugar subjetivo de liberdade tentando experimentar coisas para me compreender. E eu não tenho pressa. A música me supre, me preenche já no escutar e no cantar em casa. Por enquanto, estou me aceitando sem pressa.”, acrescentou ela.

VEJA MAIS: “Já tive desejo de morrer”, revela Marjorie Estiano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio