Meryl Streep diz que ficou deprimida por causa de “O Diabo Veste Prada”

Atriz do filme fez revelação sobre sua atuação em entrevista para site

Publicado em 15/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Meryl Streep revelou que ficou deprimida durante as gravações do filme “O Diabo Veste Prada”. A atriz viveu a personagem Miranda Priestly, uma famosa editora de moda em uma revista.

Em entrevista para o Entertainment Weekly, Meryl falou como se sentia durante as filmagens do filme, lançado em 2006. “Foi horrível! Eu estava [miserável] no meu trailer. Eu podia ouvir todos eles balançando e rindo. Eu estava tão deprimida! Eu disse: ‘Bem, é o preço que você paga por ser o chefe!’”, disse a famosa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Streep diz que passou por treinamentos e séries de técnicas de interpretação para passar uma personagem mais real. “Essa foi a última vez que tentei uma coisa do Método!”, revelou.

LEIA MAIS: Gil do Vigor diz que teve aula para ser ‘menos’ gay

+ Filho de Datena recebe alta da covid-19 e agradece apoio

Emily Blunt, que participou da entrevista e estava no começo da carreira na época do filme, interpretando a assistente Emily Charlton, fez elogios para Meryl. “Ela é tão sociável e divertida, de certa forma não foi o mais divertido para ter que mudar tanto”, disse. “Não era como se ela fosse inacessível, você poderia ir até ela e dizer: ‘Meu Deus, a coisa mais engraçada acabou de acontecer’, e ela ouviria, mas eu não sei se foi o mais divertido para ela estar no set sendo assim”, contou.

Anne Hathaway, atriz do filme, também falou sobre a Streep na entrevista. A famosa disse que ao mesmo que se sentiu intimidade, foi cuidada pela a atriz “Eu sabia tudo o que ela estava fazendo para criar esse medo, eu apreciei [porque] também sabia que ela estava cuidando de mim”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio