Nathalia Dill comenta sobre mordida da filha durante amamentação

Atriz é mãe de Eva, fruto da sua relação com Pedro Curvello

Publicado em 26/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nathalia Dill usou seus stories do Instagram na última quarta-feira(25) para compartilhar um episódio inusitado com seus fãs e seguidores. A atriz é mãe de Eva, de apenas 7 meses, e revelou sobre uma mordida durante a amamentação da filha.

Ela contou nos stories do Instagram que, conforme os dentinhos de Eva iam nascendo, ela mordeu os seios e chegou a sangrar. A filha é fruto da sua relação com Pedro Curvello.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estou aqui porque aconteceu uma coisa que eu temia desde o início. Os dentinhos da Eva nasceram e eu fui dar de mamar, e ela me mordeu. Saiu até sangue. Mas estou aqui para dizer que estou viva e estou bem”, contou ela aos seguidores na rede social.

Recentemente, ela compartilhou um álbum de fotos impresso de Eva. “Muito emocionada com esse álbum. Num mundo onde tudo está cada vez mais digital, poder sentir e tocar é um deleite. Os momentos têm sido tão especiais que registrar é uma forma de eternizá-los. E a paixão foi tanta que não resisti e quis o álbum, para a memória ficar mais concreta, ter tato, ter cheiro. Para poder compartilhar, mostrar, dividir”, disse.

Nathalia Dill. (Foto: Reprodução/Instagram)

Vida íntima com o marido

Em uma recente entrevista à jornalista Anna Luiza Santiago, da coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, ela revelou alguns detalhes da vida íntima com o marido, após o nascimento da filha.

“É muito doido. Nos olhamos e falamos: “Caramba, agora a gente tem uma filha”. Acho importante ter esses tempos, porque um bebê chega tomando conta de tudo. A gente não consegue definir um dia para isso, até tentamos, mas não é tão regrado. A gente só se olha e fala: “Vamos ver um filme, tomar uma cerveja, ver TV?”. É uma coisa mais espontânea“, disse ela na ocasião.

“Tem coisas que eu nunca me imaginei falando ou fazendo. Eu sempre acho que ela está com frio. Quero botar casaco toda hora. Nunca imaginei que falaria de casaco. E meu sono era superpesado. Hoje em dia acordo com qualquer barulho. Estou mais alerta. E acho que estou mais paranoica. Fico achando que tudo é um perigo. Ir à praia é uma aventura. Passar uma semana fora é outra aventura. Tudo vira um drama maior“, explicou.

VEJA TAMBÉM: Ao vivo, Ratinho afirma que voto não é auditável e promete apoiar Bolsonaro em protestos

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio