Polícia conclui inquérito do acidente de Rodrigo Mussi e aponta imprudência do motorista

Motorista não foi indiciado por lesão corporal culposa

Publicado em 04/05/2022 15:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito do acidente do ex-BBB Rodrigo Mussi nesta quarta-feira(04). O gerente comercial se acidentou no dia 31 de Março, na Marginal Pinheiros, e passou semanas em estado grave no Hospital das Clínicas.

De acordo com o Portal G1, o delegado Júlio César dos Santos Geraldo – que coordenou as investigações – apontou que o motorista de aplicativo Kaique Reis, de 24 anos, foi imprudente e cumpriu excesso de jornada de trabalho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A colisão do veículo em que Rodrigo estava aconteceu na Marginal Pinheiros, entre as pontes Cidade Universitária e Eusébio Matoso, no Butantã.

A polícia ainda informou que o motorista do carro não será indiciado porque lesão corporal culposa é considerado um crime de menor potencial ofensivo. Na época do acidente, Júlio César foi ouvido pela Polícia Civil e liberado.

Rodrigo Mussi. (Foto: Reprodução/Instagram)

Estado de saúde

Em um novo comunicado emitido na tarde da última terça-feira(03), Diogo Mussi, irmão de Rodrigo Mussi, atualizou o estado de saúde do gerente comercial.

“Passando aqui pra dizer que o Rodrigo tá morrendo de saudades de estar aqui com vocês. Hoje, fez mais do que a meta na fisioterapia, deixou todo mundo feliz e está se esforçando muito pra se recuperar 100% logo! Fez fono e terapia ocupacional também. Ele tá doido pra voltar a trabalhar também, tá focado demais! É isso aí Rod! Continua assim!”, disse ele.

VEJA TAMBÉM: Plena! De biquíni, Viih Tube esbanja corpaço na web e impressiona

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio