Sarah Bastos
Sarah Bastos (Foto: Divulgação)

Como sempre teve vontade de ajudar na promoção de atividades sociais, a procuradora Federal viu a oportunidade em meio à uma crise mundial.

Pernambucana e procuradora Federal desde 2015, Sarah Bastos (@sarahbastosassmann) sempre quis contribuir de alguma forma para ajudar quem precisa. Em meio à pandemia e milhares de pessoas precisando de ajuda, ela viu a oportunidade tão esperada para agir.

LEIA TAMBÉM: Gabi Lodewijks revela segredos para não surtar na quarentena em live com Allan Meneghim, o ‘malvado favorito’ das celebridades


“Quando a pandemia do COVID-19 começou e os relatos de instituições carentes passando por necessidades começaram a aumentar, não tive dúvidas: era um momento oportuno para ajudar a fazer o bem. Busquei nos meus contatos amigos e empresas que poderiam se engajar junto comigo nessa missão.”, relata.

Nomeado de “Colaboradores do Bem”, o projeto é baseado em uniões e parcerias, focado na venda de camisetas e máscaras desenhadas pelo estilista Marcelo Quadros, (@marcquadros) e que são personalizadas pelo artista plástico Nilander (@nilander). Nilander inclusive foi quem ilustrou o símbolo do projeto, o coração.

O projeto tem como objetivo arrecadar verbas por meio das vendas e destiná-las a instituições carentes. As instituições ajudadas podem ser visualizadas no perfil oficial do mesmo: @colaboradoresdobem.

Uma das instituições abraçadas foi a @oncologiainfantilnordeste, a qual é constituída por pais de crianças em tratamento oncológico e que tem o objetivo de ajudar os médicos a equipar o setor de oncologia pediátrica com os melhores equipamentos de tecnologia.

Com esse ato generoso, o projeto já vendeu mais de 350 camisetas, que resultaram em muita ajuda às instituições.

“Temos parceiros incríveis, como a Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais (ANAFE), a rede de restaurante Paris 6 e vários influencers e anônimos”, diz Sarah.

Também é possível fazer doações pelo link: https://linktr.ee/colaboradoresdobem. Você também pode ajudar ao comprar uma camiseta, ou fazendo uma vaquinha de solidariedade.

E aí, vamos fazer o bem?